ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  06    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Covid-19 faz hospital abrir licitação para instalar sistema e sair do improviso

Casa de saúde da UFMS prevê investimento de até R$ 521 mil para implantar central

Por Jones Mário | 09/07/2020 12:55
Casa de saúde da UFMS fica na Cidade Universitária e funciona como hospital-escola (Foto: Arquivo)
Casa de saúde da UFMS fica na Cidade Universitária e funciona como hospital-escola (Foto: Arquivo)

O Humap (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian) abriu licitação para instalar central de vácuo clínico, rede de distribuição e pontos de consumo na estrutura da casa de saúde, localizada na Cidade Universitária, em Campo Grande. A compra foi orçada em R$ 521,4 mil.

O hospital hoje não conta com sistema de vácuo, responsável por higienizar procedimentos e o próprio ambiente clínico. Os processos que exigem vácuo são feitos no improviso, com uso de ar comprimido medicinal.

A ausência de uma central de vácuo provocou constantes notificações da Vigilância Sanitária Estadual ao Humap, segundo reconhece o próprio hospital em documentação anexa ao edital de licitação.

A casa de saúde justifica que o sistema é uma exigência da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e se faz ainda mais urgente diante da pandemia de covid-19.

Conforme memorial descritivo do projeto, a central será conectada a pontos instalados nas UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo), pronto-atendimentos e enfermarias, localizados no subsolo, térreo e pavimento superior do hospital.

Aberta hoje (9), a licitação é do tipo chamamento público, com prazo para participação até 14 de julho.