A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/09/2011 16:20

Cozinha de escola onde crianças passaram mal foi lacrada

Marta Ferreira e Viviane Oliveira

Estudantes estão com sintomas de intoxicação alimentar

Alunos e parentes de crianças que passaram mal em escola se aglomeram próximo de viatura dos bombeiros. (Foto:Simão Nogueira)Alunos e parentes de crianças que passaram mal em escola se aglomeram próximo de viatura dos bombeiros. (Foto:Simão Nogueira)

A cantina e a cozinha da escola Iracema Maria Vicente,em Campo Grande, onde crianças passaram mal nesta tarde, foram lacradas, informou o tenente Marcola, do Corpo de Bombeiros, que está no local, no bairro Rita Vieira.

Pelo menos 60 crianças estão sendo transportadas para hospitais e postos de saúde.

Segundo o oficial dos bombeiros, os sintomas são de intoxicação alimentar provocada por bactéria. As crianças reclamaram de dor de cabeça, tiveram diarréia e vômito. O problema foi percebido quando uma delas começou a passar e quase desmaiou.

Pais e mães chegam a todo momento, muitas deles chorando. O clima é de tensão porque, embora tenham sido deslocadas viaturas dos bombeiros e do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência), ainda não foram transportadas todas as crianças.

Carina de Sousa, de 28 anos, é uma das mães que foi para a escola em busca de informação das duas filhas, de 7 e 5 anos. A mais velha estava passando mal. A mãe disse que não esperaria o socorro e ela mesmo levaria a filha para uma unidade de saúde.

O tenente dos bombeiros disse que conversou com a diretora da unidade e ela informou que as crianças comeram, no almoço, ovo, salcicha, arroz e feijão, e depois beberam água.

A secretária de Educação, Maria Cecília Amendola da Mota, foi para a escola. A Prefeitura elencou três suspeitas para o problema: água, a comida, ou uma virose.

A escola é em tempo integral. O Samu informou que foram descoladas viaturas do órgão, do Corpo de Bombeiros e ainda um ônibus da Secretaria de Saúde.

Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


deveria era rever o quadro de merendeiras que recebem qualificação da prefeitura e por PREGUIÇA fazem qualquer coisa para as crianças e podem ter certeza , sao funcionarias semi analfabetas. sem preparos. o prefeito deveria era melhorar o salario das mesma e qualificar melhor é igual nos posto de saude, so foi socorrido com urgengia porque veio a ordem da SESAU, se fosse um de nossos filhos ?
 
monica ilis em 28/09/2011 09:34:45
Meu Deus que barbaridade cade o respeito pelos nossas crianças uma vergonha sem explicão !!
 
Maira Caceres em 28/09/2011 02:28:12
Não temos nutricionistas por escolas!!! E sim três nutricionistas para mais de 90 escolas municipais sem falar das estaduais, CEINFs entre outros. Sendo assim este numero é insuficiente e infelizmente o que ocorreu nesta escola pode ocorrer em outras escolas também e deveria sim ter um nutricionista para cada escola para realmente garantir que estes alimentos oferecidos são de boa qualidade.
 
Pamela Leal em 27/09/2011 10:26:51
É realmente um fato lamentável. Mas, coisas desse tipo não acontecem só no quintal do vizinho, não. Pode acontecer, inclusive, na nossa própria casa, em reuniões de amigos, festas. Se um alimento está com algum problema, infelizmente, podem acontecer trgédias como essa. Deus e os Médicos protegerão essas crianças - que nada de mal ou pior que isso, aconteça a elas.
 
SUELI ARAUJO LIMA em 27/09/2011 08:59:52
Fazer o que neh jah aconteceu minha irma foi vitima dessa situação agorah é so esperar qual foi a bacteria na comida e toma providencias e reza pelas outras crianças ..........
 
Maisa Fernanda em 27/09/2011 08:34:53
Inacreditável estou chocada com o sofrimento desses pequeninos, que os responsáveis por tamanha barbaridade de fornecer alimento estragado as crianças sejam devidamentes punidos simplismente absurdo....
 
Maira Bobadilha Caceres em 27/09/2011 07:32:42
Ah pronto VIROSE! Isso é uma VERGONHA!
 
Renata Belinati Castilho em 27/09/2011 05:49:39
Isso e um absurdo!!! graças a deus minha filha esta bem e eu espero q outras criança q foram no hospital melhore.
Agora prefeito como vai ficar isso?esperamos resposta desse caso.

 
aline silva em 27/09/2011 05:09:18
pois é, vamos dar uma olhadinha na validade dos alimentos oferecidos pela rede, a pouco tempo atrás teve um fato com as cestas básicas com produtos vencidos, sera?
 
jose carlos em 27/09/2011 04:53:59
Diante desse absurdo, eu pergunto:cade a nutricionista da escola? Cade o Conselho Alimentar da Secretaria Municipal de Educação? Arroz, Feijão, SALSICHA e OVO são alimentos apropriados para crianças de 5 a11 anos??????? Espero que essa tragédia sirva pelo menos para que se tomem as providencias necessárias com a MÁXIMA URGÊNCIA!!!!!!!! PRONTO FALEI!!!!!!




 
mary rosely em 27/09/2011 04:50:33
Quem sabe agora a Prefeitura tome o conhecimento como sao feitos a merenda das crianças, tem que melhorar, nao so na integral mas em todas as escolas, prinicipalmente as terceirizadas.
 
Wagner Nogueira em 27/09/2011 04:44:11
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions