A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/04/2011 20:22

Criança atropelada pela manhã no Tiradentes aguarda vaga no CTI da Santa Casa

Paula Maciulevicius

Menina de 6 anos passou por cirurgia no braço nesta tarde

Avó da menina atropelada conta que a neta ia comprar produto de limpeza na mercearia próxima e relata o perigo da avenida. (Foto: João Garrigó)Avó da menina atropelada conta que a neta ia comprar produto de limpeza na mercearia próxima e relata o perigo da avenida. (Foto: João Garrigó)

A menina Kauanny Gonçalves da Silva, 6 anos, atropelada por um caminhão esta manhã, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande, está estável, segundo familiares. Ela aguarda vaga para o CTI (Centro de Terapia Intensiva) na Santa Casa.

O acidente aconteceu perto da casa da avó da criança, que mora na Rua da Orquestra. Segundo a avó, Izolina Pereira da Silva, 65 anos, a menina saiu de casa por volta das 9 horas da manhã para comprar água sanitária. A avó conta que pediu a neta para que fosse até uma mercearia perto de casa e caso estivesse fechada, para ela voltar para casa.

“Ela sempre vai pela calçada. Eu disse que se tivesse fechado para ela vir embora que não era para atravessar a avenida. Mas parece uma coisa não é? Você fala e faz outra”, diz.

De acordo com familiares, a menina deve ter encontrado a mercearia aberta, e resolveu ir até o supermercado. Quando atravessava a Avenida Marques de Pombal, ela foi atingida por um caminhão.

“Quando vieram me contar que a minha netinha tinha sofrido acidente, eu fiquei doida. Só quero o bem dela e agora está nas mãos de Deus”, comenta a avó.

Izolina ainda conta que uma senhora que estava perto da garota tentou segurá-la. “De certo ela foi sem olhar. Escapou e foi”, completa.

Segundo familiares, a região é bem movimentada e virou cenário de frequentes acidentes. Eles contam que sempre tem acidente e a avenida é muito perigosa.

“Até para gente grande é perigoso. Quando eu saio para levar ela no colégio é um perigo. Os carros passam muito rápido”, relata.

O pai da menina, Edson João da Silva, 35 anos, estava no serviço quando o acidente aconteceu. “Meu irmão ligou assustado, eu corri para casa”.

Segundo Edson, além da avenida sem muito perigosa falou responsabilidade do motorista do caminhão.

“O jeito que ele freou, ele ainda andou uns oito metros freando. E isso dentro de uma vila? Tem que tirar habilitação de condutores assim”, questiona.

De acordo com a família da criança, o condutor prestou socorro e ficou até que ela fosse encaminhada para o hospital.

“Precisa ter consciência, pode ser minha filha, filha de qualquer um, mas não tem mais condições da avenida ficar assim”, finaliza.



Muitome admira o pai dessa criança ( 6 anos ) falar de irresponsabilidade do morista, porque freou 6 metros, quem autorizou uma criança a atravessar uma rua ( perigosa) e sózinha?
Os pais tem que serem responsabilizados, pois o motorista não vai advinhar que uma criança distraída vai entrar na frente dele numa pista onde os carros andam.
É o costume aqui no MS,de pessoas andarem nas vias achando que é super-homem e, que se danem os carros, por isso que em São paulo não existe sul matogrossense, os que vão para lá morrem atropleados, não sabem andar nas calççadas, e não tem o costume de olhar se tem carro passando.
 
KamélEl Kadri em 26/04/2011 09:59:59
Se sa criança fosse filha ou parente de algum político, já estaria numa CTI particular, com despesas totalmente pagas por nós, pagadores de impostos e salários dos que deveriam nos dar saúde compatível com o que pagamos.
Enquanto uem deveira fiscalizar e punir os incompetentes e corruptos, fizerem "vista grossa" ou serem coniventes com esses desmandos não temos a quem recorrer, a não ser orar e pedir a Deus que apaeça um Salvador da Patria.
Estamos enojados de tanta humilhação, vermos que nosso dinheiro só está servindo "alguns" e, ainda dão um de besta quando os chamamos de corruptos, não gostam, querem serem chamados de "espertos", é mais social.
 
kamél El Kadri em 26/04/2011 09:54:30
Engraçado e a responsabilidade de deixar uma criança de 6 anos na rua comprar produtos de limpeza, deveria acontecer o que a família teria que perder a guarda da criança......Agora o culpado é o motorista ahhaahahah é brincadeira me ajuda ai!!!!!!!!
 
Eduardo Araujo em 25/04/2011 11:37:04
A irresponsabilidade é dessa avó que mandou a menina no mercado, onde já se viu mandar uma criança de 6 anos num mercadinho, ainda mais pra atravessar aquela avenida super movimentada, meu Deus tenho dó desse motorista, que vai levar a culpa.
 
carol mena em 25/04/2011 09:22:29
Criança de 6 anos não deve ir nem "na esquina" ou em frente de casa sozinha.
Porém, isso não isenta a responsabilidade dos motoristas que andam em alta velocidade.
 
Cristiane Gregório em 25/04/2011 09:22:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions