ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 11º

Capital

De mil moradores de rua, apenas 487 aceitaram ir para abrigo em 2 meses

As equipes de abordagem oferecem os serviços ao morador, que tem por opção aceitar ou não ser atendido

Por Viviane Oliveira | 14/06/2022 08:35
Homem vivendo em situação de rua em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf) 
Homem vivendo em situação de rua em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Pessoas em situação de rua estão entre as que mais sofrem com a onda de frio que vem atuando em Mato Grosso do Sul. Mesmo assim, mais da metade dos que são abordados pela a SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) recusam atendimento.

Segundo a secretaria, do dia 1º de abril a 31 de maio, foram realizadas 1.011, desses apenas 487 aceitaram acolhimento. No total, foram distribuídos 567 cobertores. A SAS não tem um relatório com a quantidade de pessoas que vivem em situação de rua na Capital, mas ressalta que as abordagens são realizadas diariamente, durante o ano todo.

As equipes de abordagem oferecem os serviços ao morador, que tem por opção aceitar ou não ser atendido pelos agentes. Nos alojamentos dos centros de acolhimento, os moradores de rua recebem roupas diariamente, cama, local para banho, 4 refeições diárias, assistência psicossocial e médica, além de estarem livres para práticas esportivas.

Nos últimos dias, tem feio muito frio na Capital. No domingo, por exemplo, os termômetros marcaram 5,8ºC com sensação térmica de 0ºC, nas primeiras horas do dia.

Nos siga no Google Notícias