A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019

30/09/2011 10:40

Decisão do TJ/MS mantém na cadeia acusados de sequestro e homicídio

Nadyenka Castro

Crimes aconteceram no início de julho, em Campo Grande, e foram motivados por vingança

Por unanimidade e acompanhando o parecer do MPE (Ministério Público Estadual), a 1ª Turma Criminal do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) manteve na cadeia os envolvidos no sequestro e assassinato de Éden da Silva Larrea, crimes ocorridos no início de julho, em Campo Grande.

Hudson Max de Araújo, 24 anos, Eder Lucas de Souza, 29 anos, e Jamil Ferreira Abranches, já tinham tido o habeas corpus negado em caráter liminar.

Além de seqüestrarem e matarem Éden, os três também deixaram em cárcere privado um amigo do rapaz, o qual só não foi morto porque a arma de fogo falhou e ele conseguiu fugir.

As investigações sobre o caso indicam que há ainda mais dois envolvidos. No

entanto, o inquérito foi concluído sem a identificação destes, que podem vir a ser indiciados posteriormente.

A quadrilha sequestrou Éden e um amigo dele e o levaram para um cativeiro no bairro São Conrado. O cativeiro era uma residência, que, de acordo com a Polícia, pertence a Éder. Quatro dias depois, Hudson e Eder levaram as vítimas para um local afastado.

Eder matou Éden com cinco tiros. Hudson tentou matar o outro rapaz, mas ao puxar o gatilho para fazer o primeiro disparo, a arma falhou e o jovem fugiu e acionou a Polícia.

Conforme a Polícia Civil, os outros dois envolvidos ainda não foram identificados, mas os policiais já sabem os apelidos deles.

O crime foi motivado por vingança. Éden já havia tentado matar Eder dias antes e também teve um relacionamento amoroso com uma ex-companheira do autor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions