A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

28/05/2013 17:26

Delegado ouve funcionária de camarote do show e mãe que acusa seguranças

Mariana Lopes e Jéssica Benitez

Continuam as investigações sobre a morte do soldado do Exército Idenilson da Silva Barros, de 20 anos, que foi encontrado já sem vida no estacionamento do Jóquei Clube, após o show da dupla Munhoz e Mariano, no dia 18 de maio. Nesta terça-feira (28), duas declarações feitas por testemunhas podem ajudar a Polícia a montar o quebra-cabeça do caso.

“Uma senhora ligou nesta manhã, aqui na delegacia, e contou que o filho dela foi a um show do Gusttavo Lima e os seguranças tentaram tirá-lo da festa à força”, disse o delegado da 5ª DP, Claudio Martins.

No ano passado, a mãe do jovem registrou boletim de ocorrência denunciando que o filho dela teria sido agredido durante um show que o cantor fez em Campo Grande. Segundo ela, a empresa que faz a segurança do evento era a mesma do show de Munhoz e Mariano.

A mulher afirmou que compareceria à delegacia junto do filho para ser ouvida, mas até o final da tarde de hoje ela ainda não havia aparecido.

Ainda na tarde de hoje, o delegado Claudio Martins ouviu a declaração de uma mulher que trabalhou no bar do camarote do show de Munhoz e Mariano. Segundo o delegado, ela afirmou que Idenilson bebeu bastante durante o evento. “Acima do normal”, foi a expressão usada pelo delegado.

Segundo o delegado que cuida do caso, a elaboração do laudo está correndo e deve ficar pronto em 30 dias. O laudo deverá apontar se o jovem que foi morto estava realmente embriagado e se sofreu agressões.



Dentre milhares bebendo no camarote e essa senhora incrivelmente lembrou da vítima!? Que incrível! Na véspera do crime não, só agora!? interessante! No mínimo...
 
Filipe Alberto em 28/05/2013 21:15:18
Mais estranho é a mulher do bar, lembrar de uma pessoa, assim só por lembrar. Sem nada de excepcional, como foi o caso de uma testemunha que viu à vitima sendo tirada pra fora do evento, isso sim é lembrável, agora lembrar de uma pessoa que estava bebendo demais, muito estranho, não?!
 
Katia Beatriz Guilherme em 28/05/2013 19:15:03
Ué, ele estava na área VIP, ou no CAMAROTE OPEN BAR? Até onde sei, a área VIP, onde foi divulgada várias vezes, que era onde à vitima estava, não era OPEN BAR. Estranho!
 
Katia Beatriz Guilherme em 28/05/2013 19:11:58
Aham.. com mais de três mil pessoas no camarote, a atendente consegue afirmar que o Idenilson bebeu "acima do normal"!!!!! Faz me rir!
 
Karen Sanches em 28/05/2013 19:04:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions