A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/01/2015 15:54

Delegado pede perícia em todos os quiosques da Colônia de Férias

Filipe Prado
Uma nova perícia foi feita nos quiosques da Colônia de Férias (Foto: Marcos Ermínio)Uma nova perícia foi feita nos quiosques da Colônia de Férias (Foto: Marcos Ermínio)

A Polícia Civil requereu uma nova perícia na Colônia de Férias da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, que fica na BR-163, onde um muro caiu sobre Vittor Heduardo Benites Tsalikis, 12 anos, na véspera de natal (24), que acabou morrendo no hospital. Peritos fizeram o levantamento em todos os quiosques da área de lazer.

Conforme o delegado da 5ª delegacia de polícia, Jairo Carlos Mendes, a perícia foi feita para avaliar o estado dos quiosques da colônia e fazer um comparativo com o local onde ocorreu o acidente. “Entendi que isso era necessário para concluir o caso”.

Para que as investigações prossigam, o delegado alegou que os laudos, feitos no dia do acidentes, que ainda não foram entregues à polícia, e os recentes, sejam entregues. “Eles quem vão dar um norte para as investigações. Depois veremos quais as providências tomadas”, revelou o Mendes.

A mãe do menino foi ouvida esta semana pelo delegado e disse que chegou a ter alguns “atritos” com a colônia para conseguir o quiosque, pois na época do natal o local é muito concorrido.

Ela reafirmou a versão de que o menino tentou pegar uma toalha que estava colocada sobre o muro, quando a parede cedeu e caiu em cima do garoto. Testemunhas foram intimadas a prestar depoimento para saber se as informações batem com as da mãe. “Pretendo ouvir o mais rápido possível”, comentou o delegado.

A previsão é que os laudos cheguem a partir do dia 15 de janeiro.

Tragédia - O acidente ocorreu por volta das 19h30 do dia 24 de dezembro, na Colônia de Férias. O garoto chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e levado para Santa Casa, mas morreu durante cirurgia.

Conforme registro policial, a vítima foi tentar pegar uma toalha no muro, que ficava dentro do quiosque para separar o banheiro de outro cômodo, quando a parede cedeu e caiu sobre a criança.

O pai relatou que o local onde estava com a família apresentava diversas rachaduras nas paredes. O caso foi registrado como morte a esclarecer.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions