A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/01/2016 08:25

Denúncia de vizinhos leva MPE a investigar bar reduto de universitários

Michel Faustino
Moradores denunciam aglomeração excessiva de pessoas e obstrução da rua que dá acesso a Rui Barbosa. (Foto: Direto das Ruas/Arquivo)Moradores denunciam aglomeração excessiva de pessoas e obstrução da rua que dá acesso a Rui Barbosa. (Foto: Direto das Ruas/Arquivo)
Cápsulas das bombas de gás no local da confusão ocorrida em março do ano passado (Foto: Simão Nogueira)Cápsulas das bombas de gás no local da confusão ocorrida em março do ano passado (Foto: Simão Nogueira)

Envolto em polêmica e palco de confusões envolvendo estudantes e a Polícia Militar, a convêniência e bar “Escobar”, localizado nas imediação da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) se tornou alvo de investigação do MPE (Ministério Público Estadual). Inquérito publicado na edição de hoje (19) do Diário Oficial do órgão vai apurar denúncia de moradores da região, que reclamam da aglomeração excessiva de pessoas no local, que por sua vez, resulta no bloqueio da via e traz transtornos para quem passa pela Rua Montese, na Vila Olinda.

De acordo com o inquérito, que está sendo conduzido pela promotora Luz Marina Borges Maciel Pinheiro, da 26ª Promotoria de Justiça da Comarca de Campo Grande, o moradores da região realizaram um abaixo-assinado para relatar a situação classificada como “problemática” do referido empreendimento, juntamente com um CD contendo fotos e vídeos do local.

Conforme o documento, o responsável pelo empreendimento deve ser notificado nos próximos dias e terá prazo de 15 dias para se manifestar e apresentar os documentos requeridos pelo órgão. Tais como, alvará de funcionamento e de vistoria do Corpo de Bombeiros.

Órgãos da prefeitura como a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) e e Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambientes) também foram oficiados e devem promover fiscalizações no local nos próximos 30 dias.

Histórico complicado - Com dois bares e rua estreita, o entorno da UFMS chegou a ser apontado pela PM (Polícia Militar) como o ponto mais problemático no quesito aglomeração fechando via em Campo Grande.

Em março do ano passado, ocorreu episódio considerado mais polêmico. Na época, o local foi cenário de uso de bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão, após moradores denunciarem que a aglomeração no local estava dificultando a passagem pela rua, que dá acesso a Rui Barbosa.

No fim do ano, outro episodio envolvendo frequentadores do bar e a PM foi registrado. Na ocasião, um rapaz, de 22 anos e uma jovem, de 21, foram parar na delegacia após xingarem policiais militares que foram chamados por moradores da região para atender ocorrência de perturbação do sossego.

O Campo Grande News tentou contato com os proprietários do estabelecimento, mas ninguém foi encontrado para comentar sobre o caso.

Video mostra confusão no local no ano passado.



Aquele barzinho é problema desde sempre, ninguem respeita nada por ali, tem gente que urina no meio da rua, não existe respeito com nada e com ninguem. Se fecharem vai ser um favor pra cidade.
 
Max em 19/01/2016 14:08:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions