A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/07/2013 13:48

Denúncias trazem força-tarefa para varredura sobre 22 mortes por câncer

Aline dos Santos

Resultado de escutas e denúncias de familiares, 40 prontuários serão analisados de forma prioritária pelo Ministério da Saúde, cuja força-tarefa está hoje e amanhã em Campo Grande. Nos dois dias, três oncologistas – dois do Inca (Instituto Nacional do Câncer) e um do ministério – avaliam as fichas de 40 pacientes na Santa Casa e no Hospital do Câncer Alfredo Abrão. Do total, 22 casos são de pessoas que morreram e outros 18 de pacientes que enfrentaram tratamento.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde, a avaliação é feita porque houve denúncias de familiares ao Ministério Público e nomes que surgiram das gravações da operação Sangue Frio, realizada em março.
Diante das irregularidades constatadas em 250 prontuários, a auditoria será ampliada para mais mil APACs (Autorizações de Procedimento de Alta Complexidade) em três hospitais: Santa Casa, Hospital do Câncer e Hospital Regional Rosa Pedrossian. Um mesmo paciente pode gerar várias autorizações.

O primeiro resultado parcial evidencia a Máfia do Câncer, esquema criminoso que desmontou o atendimento no sistema público para privilegiar o setor privado.

“Esta nova etapa de trabalho irá permitir que possamos identificar desde quando esse grupo atua, como é sua forma de atuação e quem são as pessoas que estão ganhando dinheiro com essa máfia de prescrições de quimioterapia no estado, o que irá auxiliar também a responsabilização criminal dos envolvidos por parte do Ministério Público Federal”, afirma o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Na primeira análise, dos 250 prontuários, foi identificado o desvio de R$ 155 mil. Valor que deverá ser devolvido pela Santa Casa e pelo Hospital do Câncer.

O ministério identificou haver “supertratamento” em grande parte dos tratamentos de quimioterapia paliativa, utilizado para pacientes em estágio terminal da doença. Foi apurado que, em alguns casos, a indicação era até três vezes maior do que o tempo orientado pelos protocolos médicos.

A distorção provocou desperdício de recursos e o pagamento prolongado por tratamentos que poderiam ter sido substituídos por medidas que poderiam dar mais qualidade de vida aos pacientes. Em alguns casos, um tratamento que poderia durar até 12 meses era programado para durar até 40 meses. Também foi verificado pagamento por procedimentos do SUS (Sistema Único de Saúde) em sete pacientes mortos.

Resultado - Dentre as determinações do ministério, está a de que a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) não autorize o Hospital do Câncer a atender novos pacientes, que deverão ser encaminhados para outros serviços de oncologia disponíveis na cidade, como a Santa Casa e o Hospital Regional. As APACs para novos pacientes só poderão voltar a ser autorizadas no Hospital do Câncer após a contratação de oncologistas clínicos, inexistentes no local, e a reorganização do serviço de oncologia clínica disponível na unidade.

Outra recomendação, é a adoção de prontuários únicos pelos hospitais que realizam o atendimento a pacientes de câncer. Por enquanto, existem unidades que utilizam até três prontuários para um mesmo paciente: hospitalar, radioterápico e quimioterápico.

Entre os dias 18 e 20 de julho, o ministério realizará um treinamento dos profissionais responsáveis pelas autorizações de quimioterapia e radioterapia em todo o Estado.



A Máfia da Saúde tem "peixe grande" envolvido que deveria ser chamado também pra depor. As escutas telefônicas divulgadas na mídia espirrou lama em gente grande. Vamos lá pessoal da CPI, mostrem que vocês estão acima de qualquer ideologia política e a favor da ética e da moral.
Emigdio Martins
 
EMIGDIO DE ALMEIDA MARTINS em 09/07/2013 09:08:19
Graças as investigações esses bandidos estão sendo afastados, quantas pessoas sofreram e sofrem por causa dessa gente, eu tenho medo que amanha possa ser eu o réu deles,por que esse povo na minha opinião eles são pior que esses bandido de grande cidades brasileiras, tanto que se não fosse a policia federal, essa e a saúde do ms forte, poder legislativo por favor exerça a sua obrigação. Povo vamos aprender votar esses nossos representantes do poder legislativo e no minimo conivente com essa poca vergonha, alias a IMPRENSA tem ajudando substancialmente o povo sul-mato-grossense, temos que dar um titulo ao repórter Mauricio Ferraz da rede globo, por relevantes serviços prestado a ms.
 
Helio Cristaldo em 09/07/2013 08:52:47
O QUE ESCUTAMOS É SÓ JOGO DE PALAVRAS BEM ELABORADAS, BLA BLA BLA, PESSOAS MORRENDO OUTROS NA CAMA E OS GRANFINO QUE TEM CONDIÇÃO DE PAGAR OS TRATAMENTO NÃO PRECISÃO DE USAR SUS, NEM ESTES HOSPITAIS AQUI SITADO, NÃO TAO NEM AI PRA SE ALGUÉM VAI PAGAR A CONTA.
SAÚDE NO BRASIL ??????????
VERGONHA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
evandro carlos em 09/07/2013 06:21:16
Essa CPI da saúde foi criada simplesmente para blindar a sujeira da administração anterior, com o aval da própria câmara de vereadores, afinal de contas tinha pelo menos 3 vereadores médicos, o prefeito era médico e o governador tbém, como que esses absurdos aconteceram sem que eles percebem nada? Gostaria muito que existisse a tão sonhada justiça, assim ficaria feliz vendo esses apodrecendo na cadeia! Infelizmente esse é o pais do zé ninguém, a justiça é uma comédia, pois as leis são feitas pela própria máfia! Acorda meu povo, a secretária de saúde que ficou anos no poder saiu de mansinho e com certeza não vai acontecer nada com ela.
 
sidnei garcia em 08/07/2013 23:13:49
Cadê a betina a filha do véio que fazia as falcatruas, isso é uma vergonha, cadê esse povo, o povo que saber aonde estão eles
 
Valter Vieira Alves em 08/07/2013 22:08:57
Tem razão a Cris Alves. As pessoas que perderam familiares nessa bandalheira devem entrar com pedido de indenização e danos morais. Dura lex sed lex.
 
Olavo Nunes em 08/07/2013 19:41:44
SE ESSAS INVESTIGAÇÕES, " FORÇA TAREFA" RESUTASSEM EM PRISÕES, AI TUDO BEM!!! AGORA DEMISSÕES E AFASTAMENTO NÃO VAI RESOLVER NADA!!!

ELES TEM Q PAGAR PERANTE A JUSTIÇA PELOS DESVIOS DE DINHEIRO PÚBLICO!!!! PAGAR PELAS VIDAS DAQUELAS PESSOAS Q MORRERAM POR FALTA DE TRATAMENTO CORRETO!!!

AS FAMÍLIAS Q PERDERAM SEUS ENTES QUERIDOS, ESPERAM JUSTIÇA!!! CADEIA NESSA MÁFIA#######
 
CRIS. ALVES em 08/07/2013 15:12:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions