A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/08/2016 17:41

Depois de corrida por vacina da gripe, 3,5 mil doses sobram nos postos

Meta foi superada, mas dez unidades ainda aplicam o imunizante

Anahi Zurutuza
Vacina está disponível em dez postos de saúde (Foto: Fernando Antunes)Vacina está disponível em dez postos de saúde (Foto: Fernando Antunes)

Apesar de toda a polêmica em torno da falta da vacina contra a gripe em Campo Grande, o estoque de dez postos de saúde ainda está cheio. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) garantiu, por meio da assessoria de imprensa, que ainda é possível fazer 3,5 mil aplicações.

De acordo com a secretaria, o Ministério da Saúde enviou reforço para a Capital, logo no começo da campanha - entre o fim de abril e o início de maio - quando a procura pela vacina foi acima do esperado e chegou a faltar doses nos postos de saúde. Este estoque extra não foi todo consumido, principalmente porque alguns idosos foram vacinados na rede particular, assim como pais decidiram pagar pela aplicação dos filhos quando o imunizante começou a "sumir" das unidades públicas. Por isso, houve a sobra. 

A meta de vacinar 80% dos integrantes de cada grupo considerado de risco pelo Ministério da Saúde foi superada. Mas, as vacinas seguem estocadas para todos que ainda quiserem se imunizar, principalmente os portadores de doenças crônicas, população que geralmente é subdimensionada, e gestantes, que a qualquer momento podem tomar o imunizante, mesmo que seja no início da gravidez.

Na Capital, 193 mil pessoas foram vacinas neste ano: ao menos 49 mil crianças, 9 mil gestantes, 1,6 mil mulheres no pós-parto, 23 mil trabalhadores da saúde, 81 mil idosos, 1,4 mil indígenas, 4,2 mil presos, 1,1 funcionários do sistema prisional e 22 mil portadora de doenças crônicas.

Embora o ideal seja tomar as doses antes do período de pico da doença – que vai de junho a agosto –, a Sesau recomenda que a pessoas que ainda não ser imunizaram, procurem as UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família) e UBSs (Unidades Básicas de Saúde) dos bairros: Vila Nasser, Nova Bahia, Aero Rancho, Jardim Macaúbas, Jockey Club, Moreninhas, Vila Carlota, Lar do Trabalhador, Silvia Regina e Coophavilla 2.

Idosos, crianças, gestantes e doentes crônicos podem se vacinar gratuitamente (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Idosos, crianças, gestantes e doentes crônicos podem se vacinar gratuitamente (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Boletim – Na quarta-feira passada, dia 3 de agosto, completou 16 dias que a SES (Secretaria de Estado de Saúde) não registrava mortes por gripe em Mato Grosso do Sul. Entre os dia 26 de julho e 2 deste mês, 40 casos da doença foram notificados.

Conforme o último boletim epidemiológico, 89 pessoas morreram por conta da gripe no Estado – todos os óbitos foram registrados antes do dia 19 de julho. Até o dia 2, 1.520 casos de síndrome respiratória aguda grave – geralmente causados pelos vírus influenza – havia sido notificados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions