ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Desespero por novo RG dificulta agendamento de quem realmente precisa

Vagas disponíveis no site da Sejusp têm se esgotado em dois dias

Por Izabela Cavalcanti | 08/05/2024 15:36
Cidadão aguarda atendimento no posto de identificação no Pátio Central (Foto: Marcos Maluf)
Cidadão aguarda atendimento no posto de identificação no Pátio Central (Foto: Marcos Maluf)

A vontade das pessoas em colocar o mais rápido possível na carteira o novo modelo de RG tem dificultado o acesso a quem realmente depende do documento. As vagas de agendamento disponíveis no site têm se esgotado em dois dias. Outra limitação é a quantidade de atendentes nos pontos de serviço, visivelmente muito abaixo do que a estrutura desses locais comporta.

Essa questão foi observada pela reportagem em três pontos de Campo Grande. No Shopping Marrakech, por exemplo, somente dois estavam realizando o atendimento.

Para hoje, 34 pessoas estavam marcadas, apenas 17 para cada período do dia. Por hora, cada um consegue atender duas pessoas em 20 minutos. Com mais dois atendentes, o número de pessoas agendadas dobraria em cada período.

Por lá, a auxiliar de cozinha Regiane Rodrigues, de 34 anos, foi levar as duas filhas, de 13 e 15 anos, para fazer o novo documento.

Regiane e as duas filhas saindo do posto de identificação do Shopping Marrakech (Foto: Izabela Cavalcanti)
Regiane e as duas filhas saindo do posto de identificação do Shopping Marrakech (Foto: Izabela Cavalcanti)

A filha de 15 anos nem precisava com urgência, e mesmo assim foi fazer a segunda via. Já a de 13 anos foi tirar a primeira via. “Eu vi que precisava e trouxe elas para fazer. Está sendo rápido, foi fácil”, disse na correria.

Outro local visitado foi o Fácil da Coronel Antonino. Lá só tem dois atendentes também para uma demanda de 60 agendamentos hoje. Quando a reportagem chegou no local, tinha três pessoas esperando atendimento.

A tecnóloga de sistemas Cleonice Oliveira, de 50 anos, esperava para saber se o seu documento estava pronto. Há 45 dias ela fez o novo RG por o antigo já estar velho.

“Eu nem conseguia ver mais a foto, eu era criança. Já fazia bastante tempo. É legal essa unificação, facilita”, pontuou. Ela tentou por duas vezes fazer o agendamento naquela época.

Já no Pátio Central, eram oito guichês, mas por meia hora, pelo menos, foram vistos só seis funcionários fazendo a emissão.

A comerciante Catarina Nunes, de 50 anos, aguardava há 45 minutos. Ela estava agendada para as 10h. “Nem agendando está sendo rápido. Precisa ficar tentando agendar, mas chega aqui e demora. Só vim porque precisava renovar”, disse.

A esteticista Maria Olívia, de 41 anos, foi levar a filha para fazer o documento. O motivo é para que a criança consiga fazer uma viagem.

Maria Olívia foi levar a filha pequena para tirar o RG, no posto de identificação do Pátio Central (Foto: Marcos Maluf)
Maria Olívia foi levar a filha pequena para tirar o RG, no posto de identificação do Pátio Central (Foto: Marcos Maluf)

“Ela não tem ainda. A gente quer viajar e para comprar passagem, para ficar no hotel, pede o RG”. Maria estava agendada para as 10h15, e 10h40 ainda não havia sido atendida.

Corrida – Segundo o diretor do Instituto de Identificação Gonçalo Pereira, Márcio Cristiano Paroba, não tem necessidade de tanta correria, já que o prazo para emitir a nova identidade só termina em 2032.

“A lei traz que as pessoas podem tirar essa nova carteira até 2032 com gratuidade, não há necessidade de desespero fazer agora. Até 2032 elas podem tirar com gratuidade. Está todo mundo querendo fazer a carteira agora, um desespero total, por isso que fecha em dois dias”, explicou.

Márcio lembra que a nova carteira tem validade. Para pessoas de 0 a 11 anos, são 5 anos, e de 11 a 59 anos, 10 anos. “Essas crianças que estão tirando agora, daqui cinco anos já tem que tirar de novo e vai ter que pagar a taxa da segunda via”, completou.

Vagas - O mês mal começou e o número de vagas já ficou esgotado nos seis pontos de atendimentos de Campo Grande. Todo dia 30 de cada mês é aberto o agendamento e está sendo preenchido em dois dias. O site para agendar é o www.servicos.sejusp.ms.gov.br.

Três pessoas aguardam atendimento no Fácil do Coronel Antonino (Foto: Marcos Maluf)
Três pessoas aguardam atendimento no Fácil do Coronel Antonino (Foto: Marcos Maluf)

Em Campo Grande, por dia, são liberadas entre 500 e 600 vagas. Se considerar os 500, no mês todo, são disponíveis 10 mil agendamentos.

Com o novo modelo do RG, o cidadão tem todos os documentos em um único lugar, sendo CPF, PIS/PASEP (Programa de Integração Social e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), CNH (Carteira Nacional de Habilitação), Cartão do Sistema Único, título de eleitor, título militar e carteira de trabalho.

A Sejusp (Secretária de Estado de Justiça e Segurança Pública) garante que, em casos de urgência, o cidadão pode ir até um posto de identificação com um comprovante para mostrar a necessidade.

Por exemplo, se a pessoa precisa fazer um concurso pode ir até o ponto com o comprovante de inscrição; se necessita fazer o processo de dupla cidadania, pode apresentar o agendamento do Consulado, que serve de comprovação.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias