ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Diagnóstico precoce do câncer é tema de ação no Parque das Nações

Câncer é um tabu e por medo, muita gente deixa de fazer exames preventivos, diz médico

Por Anahi Zurutuza e Bruna Pasche | 25/11/2018 11:08
Estande onde frequentadores do Parque da Nações recebem orientações sobre o diagnóstico precoce do câncer (Foto: Paulo Francis)
Estande onde frequentadores do Parque da Nações recebem orientações sobre o diagnóstico precoce do câncer (Foto: Paulo Francis)

Em manhã movimentada no Parque da Nações Indígenas, a Socieade Brasileira da Cirurgia Oncológica (SBCO-MS) levou estudantes da faculdades de Medicina da Uniderp, Uems e UFMS e equipe do Hospital-Geral de Campo Grande para falar com frequentadores sobre o câncer.

Com o slogan “Troque Medo por Esperança”, a ação começou às 8h e vai até às 13h. “Nosso objetivo é desmistificar que a doença não tem cura, que é o fim da linha. O câncer quando diagnosticado no início é tratável, tem cura sim”, afirma o Rafael de Souza, presidente da SBCO-MS.

O médico afirma ainda que o câncer é um tabu e que por medo, muita gente deixa de fazer exames preventivos. “Existem dois tipos de pessoas, as que não procuram um médico porque não querem achar o problema e a que realmente é relapsa, tem os sintomas, mas vai deixando para depois”.

Estandes foram montados no parque e além de falar sobre a prevenção de cânceres, acadêmicos estão aferindo a pressão de quem passa pelo local.

A ação acontece simultaneamente em 45 cidades brasileiras e 25 capitais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário