A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/07/2016 19:36

Dinheiro de novo convênio deve cair na conta do Hospital de Câncer em agosto

Para ‘salvar’ unidade, prefeitura vai repassar R$ 62 mil por mês

Anahi Zurutuza e João Humberto
Prefeito assinou autorização para repasse na noite desta sexta-feira (Foto: Alcides Neto)Prefeito assinou autorização para repasse na noite desta sexta-feira (Foto: Alcides Neto)

O convênio fechado entre a Prefeitura de Campo Grande e o Instituto de Prevenção Antônio Morais dos Santos – unidade do Hospital de Câncer de Barretos – foi assinado n a noite desta sexta-feira (1) e a primeira parcela de R$ 62.844 que o município destinará à instituição será depositada em agosto. O contrato prevê o pagamento total de R$ 754.130 em um ano.

Por problemas financeiros, o instituto corria o risco de fechar. Por isso, além de negociar com o Poder Público, a administração da unidade recorreu ao MPE (Ministério Público Estadual) e à Assembleia Legislativa para pressionar por acordo com o município e o Estado.

Além do recurso proveniente do Fundo Municipal de Saúde segundo a gestora administrava da unidade, Flavia Carvalho, o governo do Estado teria se comprometido a fazer repasses mensais no mesmo valor acordado com a prefeitura.

O instituto opera com deficit mensal de R$ 350 mil, mas os cerca de R$ 120 mil que os governos municipal e estadual destinarão à unidade darão fôlego. “Vamos conseguir pagar as contas. Agora fica mais fácil contornar este deficit”, afirmou Flavia.

Durante a cerimônia de assinatura do convênio, realizada na sede do instituto, o prefeito Alcides Bernal (PP) disse graças ao empenho do Conselho Municipal de Saúde em cuidar de perto do contrato entre o município e a instituição, mas de forma ágil, o convênio foi concretizado. “Era muito importante que a gente pudesse ajudar e o hospital poderá contar sempre com a nossa ajuda”.

Também assinou o documento o secretário municipal de Saúde, Ivandro Correa Fonseca, que destacou que cada R$ 1 gasto com a prevenção de doenças, o SUS (Sistema Único de Saúde) economiza R$ 80 mil com o tratamento de pacientes.

A promotora de Justiça Filomena Fluminhan, que chegou a abrir inquérito civil para investir a viabilidade do convênio, disse ao discursar logo depois do secretário que a tese é pertinente, uma vez que gastos com medicamentos, cirurgias e internações são infinitamente maiores que o que é pago em consultas e exames.

Neste sábado (2), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), estará em Barretos (SP) e, segundo informou sua assessoria, foi convidado a conversar “sobre possíveis parcerias com as unidades aqui do Estado, além de intensificar a que já existe entre o Estado e a unidade de Barretos”.

De janeiro a dezembro de 2014, 32.754 mulheres foram atendidas na unidade e em 2015, 47.471.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions