A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

08/12/2018 12:41

Donos de academia buscam a polícia após mecânico “desaparecer” com equipamentos

Profissional de 28 anos conserta aparelhos em academias de ginástica em Campo Grande. Ao menos cinco proprietários registram boletim depois que ele levou aparelhos e não devolveu

Izabela Sanchez e Bruna Pasche
Postagem de Robert, um dos proprietários, denunciando Alisson (Reprodução)Postagem de Robert, um dos proprietários, denunciando Alisson (Reprodução)

Ao menos cinco proprietários de academias de ginástica de Campo Grande acionaram a polícia para registrar boletim de ocorrência contra o mecânico Alisson Valério dos Anjos, 28, que conserta aparelhos de academia. Os relatos acusam o profissional de levar dinheiro e equipamentos e não devolver para os donos dos estabelecimentos.

Segundo investigadores, Alisson tem passagens na polícia por receptação e apropriação indébita. Os boletins são registrados como estelionato.

Roberto Mateus de Oliveira Galvão, proprietário da academia Art & Manha, no bairro Aero Rancho foi o primeiro a sofrer o golpe. Ele relata que Alisson trabalhava em uma empresa de produtos “fitness”, com manutenção, e começou a atuar na academia no começo do ano. Conforme o proprietário, o mecânico se mostrava “muito prestativo”. O serviço, afirma, o “era bom e feito com capricho”.

Roberto, um dos proprietários que registraram boletim de ocorrência (Foto: Bruna Pasche)Roberto, um dos proprietários que registraram boletim de ocorrência (Foto: Bruna Pasche)

Em agosto, conta Roberto, Alisson afirmou que sairia da empresa em que trabalha para abrir a própria empresa, mas que continuaria prestando o serviço. Há dois meses, afirma, o profissional levou o painel de uma das esteiras, material avaliado em R$ 800. Apesar de não responder as ligações e mensagens, o mecânico não trocou de número ou deixou de visualizar as mensagens.

Alisson teria aplicado o mesmo golpe em outra academia do bairro, de onde teria levado R$ 500 em dinheiro além de equipamento. O caso também ocorreu na Academia RA, na Rua Bahia. Proprietária, Ana Cláudia Ferraciolli Soares afirma que o mecânico ofereceu o serviço no dia 28 de outubro.

O mecânico levou placas de esteiras das academias e não devolveu (Foto: Bruna Pasche)O mecânico levou placas de esteiras das academias e não devolveu (Foto: Bruna Pasche)

A dona enfatiza que o mecânico ofereceu “até desconto” para o trabalho e apresentou o mesmo comportamento prestativo, relatado por Roberto. No dia 5 de novembro, declara, ele levou uma placa de esteira, avaliada em R$1,2 mil e mais de R$ 600. Ao conversar com ele, conta, Alisson teria afirmado “estar preso por causa de uma dívida de pensão, e que sairia assim que o pai pagasse fiança e devolveria o material”.

Apesar disso, ainda assim, Ana acompanhou, pelo facebook, que Alisson levava uma vida normal e chegou a confrontar o mecânico. A proprietária ficou sabendo que ele havia aplicado o mesmo golpe em outras academias 3h depois que Alisson levou o equipamento e o dinheiro. Isso porque Roberto informou outros profissionais em um grupo virtual.

“Você não imagina nunca que vão fazer isso com você, ainda mais depois de ganharem a sua confiança. É revoltante porque a pessoa não tem noção do que está fazendo com os outros. A minha mensalidade, por exemplo, é R$ 50. Imagina o tanto de mensalidade que vou precisar receber para cobrir esse rombo”, comentou o proprietário.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions