A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

14/08/2018 20:17

Dupla que executou delegado há cinco anos será julgada nesta quarta-feira

Adriano Fernandes
Delegado aposentado foi morto em 25 de junho de 2013. (Foto: Arquivo) Delegado aposentado foi morto em 25 de junho de 2013. (Foto: Arquivo)

O julgamento dos réus pela execução do delegado aposentado Paulo Magalhães Araújo, acontece nesta quarta-feira (15) em Campo Grande. José Moreira Freires e Antônio Benitez Cristaldo serão levados a júri, cinco anos após o crime, ocorrido em 25 de junho de 2013 na Rua Alagoas, no Jardim dos Estados, em Campo Grande.

De acordo com o MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), José, que era garupa de uma motocicleta, efetuou diversos disparos de revólver contra o delegado aposentado, em frente à escola da filha. Já Antônio foi acusado de fazer escolta em um carro para garantir o sucesso da execução.

Ainda conforme a denúncia, o condutor da motocicleta era Rafael Leonardo dos Santos. O corpo dele foi encontrado no lixão, na saída para Sidrolândia. A vítima foi decapitada e a identidade foi esclarecida por meio de exame de DNA. Não houve identificação do mandante do crime de pistolagem.

Em 2014, veio a decisão para que eles fossem a julgamento, mas as defesas recorreram ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e ao STJ.

Processo

Em abril a 6ª Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) negou, por unanimidade, provimento a recursos da defesa do guarda municipal José Freires e de Antônio Benitez Cristaldo. O pedido era para anular sentença de pronúncia, que havia mandado os dois a julgamento em 30 de outubro de 2014. Ambos estão em liberdade.

À época a previsão era de que o julgamento ocorresse em junho, mas foi adiado em duas datas à pedido do advogado Rene Siufi, que defende José Freires até a data final, nesta quarta-feira (15)
A sessão de julgamento ocorrerá na 2ª Vara do Tribunal do Júri.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions