ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, DOMINGO  28    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Execução de delegado está entre júris previstos para esta semana

Também acontece julgamento de tentativa de homicídio no bairro Rita Vieira

Por Liniker Ribeiro | 13/08/2018 14:23
Veículo em que delegado foi executado  (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)
Veículo em que delegado foi executado (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A semana será movimentada no Tribunal do Júri de Campo Grande com a realização de seis sessões, sendo quatro julgamentos ordinários e duas sessões extraordinárias, na 1ª e na 2ª Varas do Tribunal. Entre os casos que serão julgados, está o da dupla acusada pela execução do delegado aposentado Paulo Magalhães Araújo, em junho de 2013. Paulo, que também era advogado, foi morto a tiros em frente de uma escola, na Rua Alagoas, no Jardim dos Estados.

Um dos réus no processo é José Moreira Freires, então Guarda Municipal, que segundo a denúncia, era garupa de um motocicleta e foi quem efetuou diversos disparos com revólver contra o delegado, que estava dentro de um veiculo. Antônio Benitez Cristaldo, acusado de fazer escolta em um carro para garantir o sucesso da execução, também responde pelo crime. O julgamento está marcado para quarta-feira (15), na 2ª Vara.

A princípio, a Justiça havia definido o dia 21 de junho como data do julgamento da dupla, mas compromissos e acidentes domésticos basearam pedidos para mudança da data. Uma terceira pessoa chegou a ser suspeita de envolvimento, Rafael Leonardo dos Santos, que seria o piloto da moto usada na execução, mas ele foi assassinado e seu corpo encontrado no lixão, na saída para Sidrolândia. A vítima foi decapitada e a identidade foi esclarecida por meio de exame de DNA.

Outro caso que vai a júri é o de uma tentativa de homicídio, em março de 2014, em que o réu é acusado de tentar matar um homem a facadas na Rua Dr. José Vilela Bastos, Bairro Rita Vieira III, em Campo Grande.

Segundo a denúncia, a vítima teria se recusado a ver uma imagem no celular suspeito e acabou sendo atingida por arma branca no peito no punho esquerdo. O julgamento está marcado para terça-feira (14), a partir das 8 horas, na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário