ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MARÇO, SEXTA  01    CAMPO GRANDE 35º

Capital

Durante velório, família diz que filhas ainda não sabem da morte da mãe

Priscilla Peres e Flávia Lima | 07/06/2015 09:45
Velório terminou na manhã deste domingo. (Foto: Marcos Ermínio)
Velório terminou na manhã deste domingo. (Foto: Marcos Ermínio)

O corpo de Isis Caroline da Silva Santos, 24, encontrada morta ontem (6) está sendo sepultado nesta manhã, no Nacional Park Moreninhas, em Campo Grande. Cerca de 100 pessoas, entre parentes e amigos se reuniram para se despedir da jovem. O principal suspeito do crime é o ex-marido, Alex Arlindo Anacleto de Souza, 32, que está preso.

Isis estava desaparecida desde a segunda-feira (1°) e a polícia já tratava o caso como homicídio. Na manhã de ontem, o corpo foi encontrado boiando em um rio no município de Ribas do Rio Pardo - distante 103 km da Capital. O próprio ex-marido, suspeito do crime, foi quem informou à polícia do paradeiro do corpo.

A jovem de 24 anos deixa duas filhas pequenas, 3 e 6 anos. Na segunda-feira, as crianças foram encontradas sozinhas no apartamento em que moravam no bairro Pioneiros, e desde então estão sendo cuidadas pelas avós, materna e paterna. Elas ainda não sabem o que aconteceu com a mãe.

Durante o velório, o pai de Isis, o pedreiro José Severino, 65, dise que as duas meninas estão com as avós e que ainda não sabem que a mãe faleceu. Abalado, ele contou que disseram às crianças que a mãe viajou e que elas ainda aguardam a volta. "Vamos contar nos próximos dias, ainda não temos coragem".

José Severino usava uma camiseta preta com os dizeres "Justiça a qualquer preço" e disse que o que aconteceu com sua filha foi "uma coisa muito séria, crime bárbaro e não pode ficar sem punição". Outras pessoas, durante a despedida, lembraram que Isis era pessoa pura, doce e que dedicou a vida toda às filhas.

O ex-marido, Alex Arlindo foi preso na tarde de ontem em Três Lagoas. Agentes de Campo Grande da 5ª Delegacia de Polícia Civil, foram para o município na tarde de ontem para realizar levantamentos para a transferência do suspeito à Capital.

Nos siga no Google Notícias