A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

23/05/2019 11:39

Em julgamento, suspeito de comandar morte de rapaz decapitado nega crime

O motivo do crime seria uma guerra de facções criminosas

Kerolyn Araújo e Ronie Cruz
Danilo é suspeito de comandar execução de jovem de 22 anos em agosto de 2017. (Foto: Marina Pacheco)Danilo é suspeito de comandar execução de jovem de 22 anos em agosto de 2017. (Foto: Marina Pacheco)

Está sendo julgado nesta quinta-feira (23), Danilo Richele da Silva Fernandes, suspeito de ser mandante da execução de Fernando do Nascimento dos Santos, 22 anos, encontrado esquartejado no dia 16 de agosto de 2017 no bairro Los Angeles, em Campo Grande. O motivo do crime seria uma guerra de facções criminosas.

Conforme acusação do Ministério Público, Danilo, membro do PCC (Primeiro Comando da Capital), seria o mandante da execução de Fernando que, supostamente, seria ligado ao CV (Comando Vermelho).

Ao juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Danilo negou que tenha participação no crime e disse que não conhecia a vítima e nem os demais presos suspeitos de participação na execução. ''Eu não tenho nada a ver com isso. Os outros me colocaram nessa situação. Eu não falei isso que a polícia relata", disse.

Quando foi preso, Danilo chegou a assumir o crime e deu detalhes da execução. Agora, porém, ele afirma que foi torturado pela polícia para que assumisse o assassinato.

Danilo disse que morava em Rondonópolis, no Mato Grosso, e mudou para Campo Grande nove dias antes do crime. Ele negou que conhecesse a vítima e os outros envolvidos no crime.

 

Fernando Nascimento dos Santos, 22 anos, em vídeo gravado por assassinos. (Foto: Reprodução)
Fernando Nascimento dos Santos, 22 anos, em vídeo gravado por assassinos. (Foto: Reprodução)

Achado de cadáver - O corpo foi encontrado por volta das 10h do dia 16 de agosto na Rua Engenheiro Paulo Frontim, 150 metros do anel viário, no Jardim Los Angeles, em Campo Grande. A vítima estava com cabeça, pernas e o coração separados do corpo.

Execução filmada - A execução de Fernando foi filmada pelos suspeitos, que afirmam pertencer ao PCC (Primeiro Comando da Capital). O vídeo tem um minuto e 43 segundos. No início da filmagem, o jovem aparece sentado em uma cadeira. Aparentemente dopado, ele não esboça reação, enquanto um homem, com o rosto coberto por um capuz, se aproxima com uma faca nas mãos.

Ao fundo da gravação alguém diz: "Ao Primeiro Comando da Capital, esse recado aqui vai pra todos os lixo que se encontra aí no nosso Estado, aí aonde for aí, nóis vai mata tudo, entendeu? esse daqui vai um recado, entendeu? Nosso, o Primeiro Comando da Capital, família 1533, entendeu? P***" (sic). A sequência da filmagem traz a execução.

Desculpas - Em outro vídeo com pouco mais de 15 segundos, o mesmo jovem aparece sentado em uma cadeira, aparentemente dopado, e diz: "Peço desculpa a todo o Primeiro Comando da Capital, que eu conheci o verdadeiro crime agora, não igual aqueles lixo lá. Tamo junto, agora com o 1533" (sic).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions