A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

04/02/2015 18:31

Em menos de 2 meses, sete pessoas já morreram no trânsito da Capital

Michel Faustino
Ultimo acidente ocorreu na segunda-feira. (Foto: Direto das Ruas)Ultimo acidente ocorreu na segunda-feira. (Foto: Direto das Ruas)

Do dia 01 de janeiro até agora, 04 de fevereiro, sete pessoas já morreram em acidentes de trânsito na Capital. Conforme dados do GGTI (Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito) os motociclistas continuam sendo as maiores vitimas. Das sete mortes registradas até agora cinco envolvem motociclistas. Isso representa um caso a mais em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com levantamento do “Placar da Vida” em janeiro do ano passado, três motociclistas foram vitimas fatais. Já este ano, nos primeiros 35 dias do ano o número saltou para cinco.

A diretora-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Elisabeth Félix, considera os números preocupantes, tendo em vista que há um aumento gradativo no número de motociclistas na cidade, e um fator agravante é de que muitos condutores “rodam” sem carteira de habilitação.

“Isso é preocupante porque cada dia tem mais moto rodando na cidade. E por sua vez, com a imperícia no há a possibilidade desses acidentes aumentarem ainda mais. Por isso que é preciso consciência e muito cuidado”, disse.

Enquanto diretora Habilitação e Educação de Trânsito do Detran-MS,Beth Félix, promoveu diversas campanhas de conscientização voltadas principalmente para os motociclistas, que segundo ela, são os mais “frágeis”.

“É preciso ter uma conscientização de forma geral. Até porque no transito somos todos responsáveis pelos nossos atos”, ponderou.

O caso mais recente ocorreu na segunda-feira, 02 de fevereiro. Daniel Sebastião da Gama, 55 anos, morreu  após perder o controle da moto que pilotava na Avenida Interlagos. 

Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Os acidentes só aumentam, e a fiscalização continua inexistente nas ruas da cidade. Não temos guardas multando motoristas infratores nem mesmo no centro da cidade, e muito menos nas periferias. Basta 1 minuto em qualquer cruzamento para ver motoristas sem cinto, falando ao celular, avançando sobre os pedestres... E os bafômetros? Não existem. Câmeras nos semáforos? Raríssimas. Há motoristas que dirigem há mais de 10 anos sem habilitação e nunca foram incomodados. Enquanto não tivermos fiscalização séria, as mortes só vão aumentar!
 
Luiz Pereira em 04/02/2015 21:59:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions