A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

19/04/2019 14:58

Em mutirão da dengue, 65% imóveis das Moreninhas estavam fechados

A força-tarefa na região continua neste sábado; a expectativa é de que durante os dois dias, mais de 2,7 mil imóveis sejam inspecionados

Fernanda Palheta
No primeiro dia da Força-tarefa foram eliminados 24 focos do mosquitos e 800 depósitos (Foto: Divulgação/ PMCG)No primeiro dia da Força-tarefa foram eliminados 24 focos do mosquitos e 800 depósitos (Foto: Divulgação/ PMCG)

Os imóveis fechados foram os principais alvos do mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti, na região das Moreninhas, nesta quinta-feira (18). Dos 1.216 imóveis inspecionados, 795 deles estavam fechados. Apenas no primeiro dia da Força-tarefa, durante o feriado, foram eliminados 24 focos de mosquitos.

A ação ainda eliminou 800 depósitos que serviam como criadouro do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Entre os materiais encontrados, foram descartados televisões quebradas, pneus e até vasos sanitários.

A força-tarefa na região continua neste sábado (20). Conforme a CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais), a expectativa é de que durante os dois dias, mais de 2,7 mil imóveis sejam inspecionados.

Os agentes irão fazer vistorias em imóveis e terrenos baldios, além de atuar na remoção de materiais inservíveis e eliminação e identificação de depósitos e focos do mosquito Aedes aegypti.

22 mil casos

De janeiro até o dia 16 de abril, foram notificados 22.187 casos de dengue em Campo Grande, 4.531 confirmados e seis mortes. Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), os bairros Jardim Noroeste, Centro-Oeste, Chácara dos Poderes, Nova Campo Grande, Los Angeles, Moreninhas, Veraneio e Maria Aparecida Pedrossian apresentam os maiores índices de notificação da doença.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions