A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

03/10/2019 12:23

Em paralisação nacional da Educação, professores levam protesto até a SED

Marcha de professores, sindicalistas e alunos percorreu governadoria e montou palanque em frente à SED

Izabela Sanchez e Clayton Neves
Fila de protesto em frente à SED no Parque dos Poderes (Foto: Henrique Kawaminami)Fila de protesto em frente à SED no Parque dos Poderes (Foto: Henrique Kawaminami)

No último dia da paralisação nacional pela Educação, professores, sindicalistas e alunos da rede estadual de Mato Grosso do Sul marcharam da governadoria até a SED (Secretaria Estadual de Educação), no Parque dos Poderes, onde montaram palanque desde à 9h desta quinta-feira (3). Eles protestam por diversas pautas, que incluem projeto de implantação de escolas cívico-militares e eleição de diretores.

Dirigentes falaram em, aproximadamente, 3 mil pessoas de caravanas que vieram de todo o Estado. Caixa de som, cartazes e faixas e palavras de ordem fizeram parte do discurso que pediu valorização de professores e trabalhadores do administrativo.

Presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Jaime Teixeira pediu a permanência da escolha dos diretores das escolas estaduais por meio de eleição, processo, disse, que ocorre há 27 anos.

“Não dá pra transformar em cargo de confiança a escolha dos diretores que há 27 anos é feita por eleições. Não dá pra não cumprir o que diz e ficar por isso mesmo”, comentou o dirigente sindical e lembrou que durante outubro outras mobilizações serão realizadas.

A professora Patrícia Rosa, 43 anos, dá aulas na rede pública desde 2007 e reclamou de salas lotadas. “É uma situação muito complicada”, disse. “É difícil trabalhar a especificidade de cada aluno pela lotação”, comentou.

SED nega - Em nota divulgada na terça-feira (1) a SED afirmou que não há o que justifique os protestos em Mato Grosso do Sul. A SED classifica como falsas as acusações sobre demora na homologação de resultado de concurso público, falta de isonomia e política salarial, além de críticas à implantação de escolas.

“Mato Grosso do Sul se destaca no cenário nacional pelo envolvimento da equipe pedagógica da escola com a aprendizagem dos estudantes, fato este comprovado pelos inúmeros prêmios recebidos”, declarou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions