A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019

23/10/2019 09:13

Empresa vai reformar Cidade do Natal por valor 17% abaixo da referência

MDP Construção Civil venceu uma das licitações que tem a Cidade do Natal como objeto

Izabela Sanchez
Ciclista passeia em frente à Cidade do Natal na Avenida Afonso Pena (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Ciclista passeia em frente à Cidade do Natal na Avenida Afonso Pena (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

A Prefeitura de Campo Grande divulgou nesta quarta-feira (23) o resultado de uma das licitações que tem a Cidade do Natal como objeto. Para reformar e fazer a manutenção do espaço localizado na Avenida Afonso Pena, a MDP Construção Civil vai ganhar dos cofres municipais R$ 322.802,59. O valor é, aproximadamente, 17% menor do que o preço de referência do certame.

O executivo firmou em R$ 394.551,37 o preço que atraiu 7 empresas para a disputa. Participaram da disputa Meta Construtora, Trevo Engenharia, Soares e Trefzger, BML Comércio e Serviços, 7 Irmãos Comércio e Serviços, MDP Construção Civil e Construtora Paulo Barbosa. Além da reforma, a empresa terá de realizar manutenção na Cidade do Natal.

A MDP tem cinco dias para começar o trabalho depois da OIS (Ordem de Início dos Serviços), que ocorre após assinatura do contrato, e terá de terminar em, no máximo, dois meses. Além da reforma, a prefeitura divulgou na tarde de segunda-feira (21) o prazo para a seleção das empresas que irão comercializar alimentos e bebidas na praça de alimentação.

As entidades terão trinta dias para apresentarem as propostas e a documentação exigida como pré-requisito para atender nos quiosques do local. A Cidade do Natal estará aberta para o público entre os dias 13 de dezembro e 6 de janeiro de 2020, das 17h às 23h. No dia 24/12/2019 a praça estará aberta das 17 horas às 20h e no dia 31 de dezembro, das 17h às 02h do primeiro dia de 2020.

Obras futuras - Além disso, uma empresa já foi contratada pela Prefeitura para elaborar um projeto de arquitetura e projetos complementares para o espaço. A contratada foi Ellen do Nascimento Cunha Santiago, que vai definir de que forma vai ser a obra que vai dar nova cara à Cidade do Natal em 2020.

Além de elaborar todo o projeto arquitetônico, ou seja, de que forma vão ficar as paredes, edifícios e os quiosques, também vai ter de elaborar projetos de estrutura elétrica e hidráulica. Foram investidos R$ 103.856,40 dos cofres municipais para o projeto.

A obra em si, só começa em 2020. Uma licitação em busca da empresa para construir o novo espaço ainda será lançada e deve ter investimento de R$ 2,5 milhões, conforme explicou o titular da Sisep (Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos), Rudi Fioresi, recurso do governo federal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions