A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/12/2014 16:12

Empresário que matou a amante a tiros é condenado a 15 anos de prisão

Alan Diógenes
Na época, José alegou que era a vítima era sua amante. (Foto: Arquivo)Na época, José alegou que era a vítima era sua amante. (Foto: Arquivo)

Acusado de matar a vendedora Rosana Camargo de Assis, 29 anos, no dia 8 de outubro de 2011, na região central de Campo Grande, foi condenado há 15 anos de prisão. O julgamento aconteceu nesta semana e a sentença é do juiz substituto Eduardo Eugênio Siravegna Junior, da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Capital.

O crime aconteceu às 16 horas daquele dia, na rua Dom Aquino, em frente à antiga Estação Rodoviária. Rosana dirigia um Corolla, de cor prata, quando foi baleada pelo empresário José Alberto dos Santos Rosa, perdeu o controle do veículo e bateu no muro de um pelotão da Polícia Militar.

Na época, um dos militares do pelotão escutou o barulho do acidente e saiu ver o que estava acontecendo. Quando chegou ao local viu o veículo ligado, e a Rosana inconsciente com um ferimento a bala nas costas.

Os policiais perceberam que havia um homem no banco de trás do carro. Ao sair do veículo José Alberto tentou esconder a arma na cintura, um revólver calibre 38, mas foi rendido pela Polícia.

O casal, segundo testemunhas, estavam discutindo antes do crime acontecer em um semáforo. Uma das testemunhas perguntou para Rosana se queria que chamasse a Polícia, ela disse que sim.

Durante a investigação, a polícia descobriu por meio de depoimento de José que Rosana era sua amante. Ele relatou ainda aos policiais, que era produtor rural e ex-proprietário de duas empresas de ônibus na Capital.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions