A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/07/2016 14:26

Equipada, UPA Santa Mônica começa a funcionar, mas sem pacientes

João Humberto e Alberto Dias
Diretor clínico da UPA mostra o local, aberto 24h ao público a partir desta quinta-feira (21).Diretor clínico da UPA mostra o local, aberto 24h ao público a partir desta quinta-feira (21).
As 11h da manhã não havia pacientes na unidade 24h que começou a funcionar hoje. (Fotos: Alberto Dias)As 11h da manhã não havia pacientes na unidade 24h que começou a funcionar hoje. (Fotos: Alberto Dias)

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Santa Mônica, inaugurada com festa em 1º de julho com a promessa de desafogar sete bairros da região oeste, começou a funcionar nesta quinta-feira (21), ainda com poucos atendimentos e nenhuma internação. Pela manhã, apenas dez pacientes passaram por consultas laboratoriais e o local ainda não recebeu vítimas de emergências. 

Para tanto, já estão funcionando quatro leitos de terapia semi-itensiva, com dois respiradores automáticos, além 12 leitos de observação e duas unidades de isolamento, para casos de H1N1 e dengue. Bem equipada, havia três médicos na unidade durante a visita do Campo Grande News para conferir os serviços oferecidos, que não deverão incluir a área de pediatria.

Na farmácia, o responsável havia dado uma "saidinha" mas havia medicamentos, como remédio para dores e antibióticos, embora poucos. "Temos mais medicamentos chegando", disse prontamente o diretor clínico da UPA, o médico Juatel Becker, que fez questão de mostrar as instalação da unidade padrão, construída para atender 105 mil moradores da região.   

Às 11h desta quinta-feira não havia pacientes. Questionados a respeito da pouca procura, os médicos explicam que a comunidade ainda não está acostumada. Os funcionários da recepção começaram a trabalhar hoje na unidade, e ainda estão se habituando. "Está tudo no improviso ainda", disse um deles. 

Diretor clínico da UPA, o médico Juatel Becker ressaltou que em cada um dos três turnos haverá quatro médicos atendendo na unidade, sendo um exclusivo para área vermelha. Dezesseis técnicos de enfermagem se revezarão também para garantir o atendimento, além de odontólogos. Quanto às emergências, embora não contem com pediatras, todos os casos serão recebidos, independentemente da idade.

Pela tarde o prefeito é aguardado na unidade.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions