A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

29/02/2016 17:46

Especialista, grupo vacilou ao furtar banco na UFMS, diz delegado

Polícia de MS buscou em SC dupla que agiu no Santander da universidade; dois seguem foragidos

Bianca Bianchi
Rafael José da Silva e Eduardo de Mira foram presos em Joinville-SC (Foto: Alan Nantes)Rafael José da Silva e Eduardo de Mira foram presos em Joinville-SC (Foto: Alan Nantes)
Na casa de um dos suspeitos, que ainda está foragido, polícia encontrou diversos materiais que podem ter sido utilizados para arrombar caixas eletrônicos (Foto: Alan Nantes)Na casa de um dos suspeitos, que ainda está foragido, polícia encontrou diversos materiais que podem ter sido utilizados para arrombar caixas eletrônicos (Foto: Alan Nantes)

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul prendeu, em Joinville (SC), dois suspeitos de arrombar um caixa eletrônico da agência do Banco Santander dentro do campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, e levar R$ 10.930,00, no dia 16 de janeiro deste ano.

As prisões de Rafael José da Silva, 24 anos, e Eduardo de Mira, 25, aconteceram no dia 22 de fevereiro, mas, só foram divulgadas nesta segunda-feira (29) para a imprensa. A polícia ainda tenta capturar outros dois suspeitos.

Os dois jovens confessaram o crime. De acordo com o delegado Fabio Peró, do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), as investigações chegaram até os suspeitos por meio das imagens das câmeras de segurança da universidade, nas quais é possível ver nitidamente o veículo utilizado no crime, um Peugeot prata, com placas de Joinville, e toda a ação dos suspeitos.

"Eles escolheram o pior local para praticar o crime, a UFMS é um verdadeiro big brother", declarou Peró.

Imagens do circuito interno de segurança do Aeroporto Internacional de Campo Grande também ajudaram na identificação dos suspeitos. De acordo com a polícia, na 2ª feira após o crime, dois suspeitos teriam voltado para Joiville com o carro e no sábado seguinte, os outros dois teriam ido de avião.

Rafael foi abordado enquanto dirigia o veículo utilizado no crime, já Eduardo foi encontrado em casa. Na casa de um dos suspeitos que ainda está foragido a polícia encontrou diversos materiais, ferramentas e munições que seriam usados para arrombar caixas eletrônicos.

Modus operandi - De acordo com o delegado Edilson Reis, do Garras, o que chama a atenção nesse grupo é o nível de organização. "Eles costumam escolher caixas eletrônicos em locais ermos e agem à noite ou aos fins de semana, de forma bem rápida, mas com bastante calma, o que acaba não levantando suspeitas. Quando a instituição financeira se dá conta, eles já estão bem longe do local", afirmou Reis.

Segundo as investigações, enquanto uma dupla arromba o caixa eletrônico, outros dois ficam vigiando a movimentação do lado de fora.

O grupo usa explosivos, soldas de oxigênio ou furadeira serra copo magnética para acessar as gavetas de dinheiro. A polícia acredita, inclusive, que pelo menos um dos membros do grupo tenha trabalhado em uma fábrica de caixas eletrônicos, pois, com apenas três furos em locais bem específicos, conseguem acessar todas as gavetas.

Rafael e Eduardo já têm passagem pela polícia por receptação, roubo, furto e tráfico de drogas. Na sexta-feira (26) tiveram a prisão preventiva decretada e serão indiciados pelos crimes de furto qualificado e associação criminosa, podendo pegar de 3 a 11 anos de reclusão.

No interior - A polícia investiga a participação desse mesmo grupo em outros três crimes no interior do Estado. No dia 2 de setembro de 2015, R$ 12 mil foram levados de um caixa eletrônico do Banco do Brasil em Jaraguari, a 52 km de Campo Grande. Pouco mais de um mês depois, no dia 7 de outubro, um vigia do Banco do Brasil de Taquarussu, a 329 km da Capital, foi rendido e amarrado enquanto um grupo tentou arrombar o caixa eletrônico, mas, nada foi levado. No dia 21 de dezembro, R$ 6 mil foram levados de um caixa eletrônico do banco Santander de Dourados. O uso da furadeira serra copo magnética é o elemento em comum em todos os casos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions