A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

21/09/2012 08:50

Estado decreta luto de três dias por morte de desembargadora

Fabiano Arruda
Velório da desembargadora ocorre desde ontem à noite no saguão do Tribunal de Justiça. (Foto: Simão Nogueira)Velório da desembargadora ocorre desde ontem à noite no saguão do Tribunal de Justiça. (Foto: Simão Nogueira)

O governador André Puccinelli (PMDB) decretou luto oficial de três dias pela morte da desembargadora Marilza Lúcia Fortes, que faleceu ontem (20) em Campo Grande.

O decreto, publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado, define como “brilhante” a atuação de Fortes nos cargos de juíza auditora da Justiça Militar, presidente da AMAJME (Associação dos Magistrados das Justiças Militares Estaduais) e chefe de Departamento Jurídico do Sistema Penitenciário, além do desempenho como desembargadora do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Aos 66 anos, Marilza Lúcia Fortes estava internada desde o início da semana e lutava contra um câncer que começou nas mamas, atingindo posteriormente outros órgãos.

O velório da desembargadora ocorre deste ontem à noite no saguão do Tribunal de Justiça.



Tive a oportunidade de conhecer a desembargadora Marilza Fortes, mulher de fibra, atuante que marcou história ao colocar atrás das grades PMs envolvidos no Caso DOF - envolvimento de policiais no roubo de veículos, arrastados para o Paraguai. Marilza enfrentou ameaças e nunca se curvou. Figura que fará falta, com certeza. Jacqueline Lopes
 
Jacqueline Lopes em 21/09/2012 10:39:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions