A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/09/2012 14:39

Judiciário decreta três dias de luto pela morte de desembargadora

Nadyenka Castro

O luto é em função da morte da desembargadora Marilza Lúcia Fortes, nesta quinta-feira

Marilza Lúcia Fortes atuava como magistrada no Estado há 32 anos. (Foto: Arquivo)Marilza Lúcia Fortes atuava como magistrada no Estado há 32 anos. (Foto: Arquivo)

Está decretado luto oficial no Poder Judiciário do Estado em função da morte da desembargadora Marilza Lúcia Fortes, 66 anos, ocorrida nesta quinta-feira, em Campo Grande.

O decreto é do presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, desembargador Hildebrando Coelho Neto. O luto oficial é pelo período de três dias, a contar de hoje.

O desembargador também suspende o expediente forense na Justiça de Primeira e Segunda Instâncias, no período vespertino desta quinta-feira.

Marilza Lúcia Fortes foi a terceira mulher desembargadora do Tribunal. A magistrada lutava há bastante tempo contra o câncer, que se iniciou nas mamas e atingiu outros órgãos. Ela estava internada desde o início da semana.

O velório está marcado para começar às 19 horas no saguão do Tribunal, que fica no Parque dos Poderes, em Campo Grande.



Rafael Santos

Previdencia própria? e Dai? Vc acha que o dinheiro que paga os salários e as aposentadorias dos magistrados vem da onde? De uma fonte mágica? E tudo dinheiro público meu amigo, e é tudo beneficio absurdo em uma lógica racional, ou você acha lindo pagar 28000 para um inativo ou beneficiário(cônjuge) para sempre?Só nesse país de mamatas que o cara aposenta integral desse jeito
 
Arnaldo Antunes em 21/09/2012 11:00:34
Muito bom Rafael Santos! Rebateu muito bem sem ofender! O povo só sabe criticar, procurar saber para falar corretamente é pedir demais hj em dia! Abs!
 
Evelyn Vieira Ramos em 21/09/2012 10:40:21
Para o desinformado Arnaldo Antunes: os magistrados têm previdência própria, não é o INSS quem paga. Depois, antes de falar verifique se ela tem parentes que terão direito a pensão e como funciona o pagamento e o tempo, ai você verá que falou besteira. Outra coisa, juiz não ganha muito, é o salário mínimo que é muito baixo, então reclame disso e não de quem ganha mais.
 
Rafael Santos em 21/09/2012 09:56:49
Mais uma pensão milionária paga para sempre para algum parente da nobre desembargadora, e o rombo no INSS só aumenta, e o povão paga a conta dos salários de marajás (não que ela não tenha sido uma boa desembargadora) mas é irracional a disparidade dos ganhos do juízes, desembargadores, promotores com o resto do brasil.
E não o fato de a pessoa ter estudado não justifica benefícios absurdos.
 
Arnaldo Antunes em 21/09/2012 09:07:39
É uma grande perda para o Judiciário.
 
Anne Matias em 21/09/2012 07:21:54
Ao Arnaldo Antunes !!

Falta muito para que uma pessoa atribua merito a outra sem sentir inveja !!
Se ela teve isso em homenagem ...é pq mereceu!! Respeito e o mínimo reconhecimento pq ela p estar lá, sem negocio de cotas e privilegios é pq merece toda honra!!
Quer um salário bom? TRABALHE e não sinta inveja !! Ah e estude antes de falar tamanha bobeira!!
 
Carlos André em 21/09/2012 04:44:00
Pena que em vida NUNCA olhou com sorriso de "candura e humanidade" (tipo o da foto) para nenhum dos réus que julgou. Fossem eles culpados ou inocentes, sempre eram tratados com desprezo e excessiva frieza. Mesmo assim, peço que Deus Pai consolo o coração dos seus filhos e demais familiares enlutados.
 
Fernando Silva em 20/09/2012 10:07:19
E sexta feira, vai ter expediente?
 
Cezar Maia de Deus em 20/09/2012 09:40:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions