A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

23/03/2018 10:59

Estudante morto com tiro nas costas faltou aula para levar cães a passeio

O crime aconteceu no final da noite desta quinta-feira (23), em Campo Grande. Mesmo ferida, a vítima tentou fugir e caiu no cruzamento das ruas Seminário com Cristóvão de Barros

Viviane Oliveira e Bruna Kaspary
Luiz Henrique era domador de cavalos (Foto: reprodução/Facebook) Luiz Henrique era domador de cavalos (Foto: reprodução/Facebook)

O estudante Luiz Henrique de Souza Barbarotti, 21 anos, que foi morto com tiro nas costas havia faltado aula para passear com os cachorros, segundo relatos de um adolescente de 16 anos, amigo da vítima.

O crime aconteceu no final da noite desta quinta-feira (23), no Jardim Seminário, em Campo Grande. Mesmo ferido, o rapaz tentou fugir e caiu no cruzamento das ruas Seminário com a Cristóvão de Barros.

O adolescente contou que Luiz Henrique trabalhava o dia inteiro com doma de cavalos e separava um dia da semana para ir passear com os animais dele na Orla Morena. Ele cursava o 1º ano do Ensino Médio. “Ontem à noite, quando voltava da aula o encontrei caído de bruços no chão”, lamenta o colega. O jovem morreu antes do socorro chegar. 

De acordo com Aurélio Pereira, 51 anos, vizinho onde ocorreu o crime, escutou três estampidos de arma de fogo, mas não conseguiu saber quem fez os disparos. No local, foi encontrada munição de pistola calibre .380.

Vítima caiu no cruzamento das ruas Seminário com Cristóvão de Barros (Foto: Saul Schramm)Vítima caiu no cruzamento das ruas Seminário com Cristóvão de Barros (Foto: Saul Schramm)
O adolescente, amigo da vítima, conta que Luiz faltava um dia da semana na escola para passear com os cachorros (Foto: Saul Schramm)O adolescente, amigo da vítima, conta que Luiz faltava um dia da semana na escola para passear com os cachorros (Foto: Saul Schramm)

Caso - Conforme a Polícia Civil, a vítima e mais três amigos voltavam da Orla Morena com dois cães pela Rua 2 de Outubro, quando o dono de uma das residências abriu o portão para entrar e o cachorro dele - da raça pit bull - escapou. Ele mordeu a perna de um dos jovens e na sequência, os animais passaram a brigar. Para separá-los, o grupo chutou e deu socos no pit bull. O dono do bicho agredido não gostou e houve bate-boca.

Depois que os cachorros foram separados, os rapazes seguiram sentido Avenida Tamandaré, mas acabaram perseguidos e surpreendidos pelo dono do pit bull que estava em um VW Cross Fox, de cor prata, com mais dois homens, um deles armado.

Os suspeitos, então, desceram e lutaram com as vítimas. Um deles sacou a arma e atirou. Luiz foi baleado e caiu cerca de 80 metros à frente. Assustado, o restante do grupo conseguiu escapar com vida. Porção de maconha foi encontrada no bolso da vítima. 

Após o crime, os autores fugiram e ainda não foram localizados. A Polícia Civil já identificou dois dos três rapazes envolvidos na confusão. O nome deles não foi divulgado. A polícia esteve na casa do dono do pit bull, mas ninguém foi encontrado. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions