ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Estudantes acionam polícia ao serem barrados em vestibular de Medicina

Por Bruno Chaves | 10/11/2013 15:43

Quatro candidatos a uma das vagas no curso de Medicina da Universidade Anhanguera/Uniderp, em Campo Grande, procuraram a Polícia Civil na manhã de hoje depois de serem barrados e impedidos de fazer o vestibular neste domingo (10).

Luis Renan Chastel da Silva, 20 anos, Augusto Egydio Medina Ferreira, 22, Alex Marques Serpa Pinto, 23, e Flávia da Silva Tavares, 35, chegaram ao portão principal da universidade às 7h55 para realizarem a prova, sendo que o exame seria realizada às 8h30.

No entanto, de acordo com o registro policial, os funcionários da Anhanguera/Uniderp, que estavam com os crachás de identificação virados para trás, informaram que os candidatos tinham que entrar por outro local.

Os quatro garantem que se dirigiram à entrada indicada, que estava fechada, e retornaram ao portão principal. Eles lembraram que o edital do vestibular não informava o local correto de entrada.

Ao voltarem a primeira entrada, um funcionário disse que a universidade havia mudado o horário de fechamento do portão e que não poderia ajudar.

Depois de uma hora e meia de espera, segundo as vítimas, a própria reitora da Anhanguera/Uniderp, professora Leocádia Aglaé Petry Leme, encontrou o grupo e disse para eles procurarem seus direitos.

As vítimas acabaram na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e registram um boletim de ocorrências de preservação de direito. O caso será investigado.

A Anhanguera-Uniderp realizou hoje a prova principal do vestibular 2014, com exame nas duas unidades da universidade em Campo Grande, da Ceará e da Chácara dos Poderes .

São 28 cursos de graduação oferecidos pela instituição. Segundo material divulgado pela universidade, o início estava marcado para às 8h, com alerta para que os candidatos chegassem com antecedência mínima de 30 minutos.

Nos siga no Google Notícias