A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/11/2013 15:43

Estudantes acionam polícia ao serem barrados em vestibular de Medicina

Bruno Chaves

Quatro candidatos a uma das vagas no curso de Medicina da Universidade Anhanguera/Uniderp, em Campo Grande, procuraram a Polícia Civil na manhã de hoje depois de serem barrados e impedidos de fazer o vestibular neste domingo (10).

Luis Renan Chastel da Silva, 20 anos, Augusto Egydio Medina Ferreira, 22, Alex Marques Serpa Pinto, 23, e Flávia da Silva Tavares, 35, chegaram ao portão principal da universidade às 7h55 para realizarem a prova, sendo que o exame seria realizada às 8h30.

No entanto, de acordo com o registro policial, os funcionários da Anhanguera/Uniderp, que estavam com os crachás de identificação virados para trás, informaram que os candidatos tinham que entrar por outro local.

Os quatro garantem que se dirigiram à entrada indicada, que estava fechada, e retornaram ao portão principal. Eles lembraram que o edital do vestibular não informava o local correto de entrada.

Ao voltarem a primeira entrada, um funcionário disse que a universidade havia mudado o horário de fechamento do portão e que não poderia ajudar.

Depois de uma hora e meia de espera, segundo as vítimas, a própria reitora da Anhanguera/Uniderp, professora Leocádia Aglaé Petry Leme, encontrou o grupo e disse para eles procurarem seus direitos.

As vítimas acabaram na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro e registram um boletim de ocorrências de preservação de direito. O caso será investigado.

A Anhanguera-Uniderp realizou hoje a prova principal do vestibular 2014, com exame nas duas unidades da universidade em Campo Grande, da Ceará e da Chácara dos Poderes .

São 28 cursos de graduação oferecidos pela instituição. Segundo material divulgado pela universidade, o início estava marcado para às 8h, com alerta para que os candidatos chegassem com antecedência mínima de 30 minutos.

Vestibular da Anhanguera-Uniderp acontece neste domingo em Campo Grande
A universidade Anhanguera-Uniderp realiza amanhã (10/11), das 8h às 12h, a prova principal do vestibular 2014. Devido ao grande número de candidatos ...
Acadêmicos denunciam “catracas trancadas” na Uniderp e prometem ações na Justiça
Diversos acadêmicos na universidade Anhanguera-Uniderp, campus da avenida Ceará, não conseguiram assistir as aulas nesta sexta-feira (16). Os cartões...
Conselho nacional manda Uniderp ampliar oferta na pós-graduação
O Conselho Nacional de Educação recredenciou a Ahanguera/Uniderp de Campo Grande, mas quer cumprimento de metas no setor de pós-graduação. Conforme p...


Existe uma conversa que alguns pais de alunos compram vagas por RS 80,000(Oitenta mil reais) diretamente da Uniderp e que as provas desses alunos são anuladas e refeitas por funcionarios da instituição. Daí esses sujeitos vão constar na listas de aprovados. As pessoas cobram a honestidade dos políticos ,daí acontece essas barbaridades nas universidades. Alunos que fazem cursinhos durante anos ou estudam em bons colégios particulares não consseguem passarem no vestibular de medicina porque não têm o valor cobrado pela vaga. Devido a tantas fraudes estão cheios de péssimos profissionais médicos atendendo Brasil a fora, infelizmente medicina virou status, tinha que ser igual a medicina de Cuba do Paraguai, as pessoas esquecem que estão lidando com a vida humana.
 
Eleni Souza Lima de Carvalho em 12/11/2013 12:04:07
Essa informação de que a prova iniciaria 8:30 não procede! Consta no edital que os portões se fechariam impreterivelmente às 8h, sendo a prova distribuída assim que todos os candidatos estivessem devidamente alocados em suas salas! É orientação em qualquer prova de vestibular que você chegue com ao menos 30 minutos de antecedência!
Candidatos despreparados... dá nisso! Bom que nem entre mesmo! Pontualidade é um dos quesitos frequentemente avaliados no curso de medicina da Uniderp, do qual tenho orgulho de fazer parte!
 
Otávio Tanus em 10/11/2013 21:27:13
Esclarecimento:
Boletim de Ocorrência de Preservação de Direito não é investigado pela Polícia Civil, esta investiga só quando a crime, fato típico e ilícito, uma orientação para estes estudantes é procurar a área cível, infelizmente a população não é esclarecida e acaba procurando a Polícia em casos que não há crime, esta por sua vez, para o cidadão não sair sem atendimento registra Preservação de Direito que não tem valor legal.
 
ricardo martins em 10/11/2013 20:42:33
Quantos escandalos essa instituição tem é muito pouco caso quantas mudanças em relação a antiga instituição, não recomendo a para ninguém...
 
sandra lima em 10/11/2013 19:00:01
Essas quatro pessoas estão bravas por qual motivo, VAMOS RESPONDER A ENQUETE ABAIXO:
São analfabetos ?
Passam fome ?
Não tem onde morar ?
Tem problemas psicológicos ?
Estavam na gandaia e perderam o horário ?
São playboyzinhos e acham que o sobrenome é que manda ?
 
Leonardo Camassa em 10/11/2013 18:21:22
Os portões fecharam as oito, porque eu mesma cheguei cima da hora e consegui entrar. ESTRANHO isso.
 
Amanda Tostes em 10/11/2013 17:23:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions