A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

09/10/2012 10:53

Exército suspeita que curto-circuito causou incêndio em alojamento

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Parte do forro foi destruído. (Foto: Minamar Júnior)Parte do forro foi destruído. (Foto: Minamar Júnior)

O Exército suspeita que o incêndio que atingiu  um dos alojamentos da Companhia de Comando da 9ª Região Militar, no CMO (Comando Militar do Oeste), em Campo Grande, tenha sido provocado por um curto-circuito.

Segundo o tenente-coronel José Euclides Lemos Piñeiro, chefe da comunicação social da 9ª Companhia, o alojamento passou por uma reforma recentemente e foi trocado todo o madeiramento e o telhado. “Foi colocado uma manta de alumínio, que tem um material betume, que faz o isolamento térmico, fica entre o forro e o telhado. Provavelmente ocorreu um curto e a manta começou a pegar fogo”, explica.

Conforme o tenente coronel, o fogo se concentrou entre o alumino e a telha, e não chegou a comprometer todo o telhado.  No momento do incêndio havia três militares dormindo no alojamento. “Por volta da 1 hora o pessoal sentiu o cheiro e acordaram com fogo no local. Eles acionaram os bombeiros que trabalharam até as quatro horas para combater o incêndio”, informa o o chefe da comunicação ressaltando que ninguém ficou ferido.

O calor das chamas fez com que parte do forro de PVC derretesse. O Exército informa que área está isolada e hoje de manhã foi feita limpeza no local.

O alojamento está sendo periciado para detectar a causa do incêndio, além de ser necessária para o levantamento dos custos e avaliar os estragos. “Embora não tenha comprometido o telhado completamente, vai ter que destelhar novamente. Colocar uma nova manta, verificar se na hora do fogo as vigas de madeira queimaram ou só foram atingidas por fuligem”, destaca o tenente coronel

Para combater o incêndio, os bombeiros utilizaram cerca 15 mil litros de água. Hoje pela manhã eles tiveram que retornar no alojamento após um novo foco de incêndio no local.

 

Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...
Mau atendimento e buracos em pista atrapalham alunos em prova do Detran
O mau atendimento prestado por alguns dos examinadores e buracos presentes na pista de provas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions