A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/03/2014 10:15

Falha no som e poucas tendas para as "surpresas" prejudicam desfile

Graziela Rezende e Leonardo Rocha
Público entrou na pista durante desfile, dizem organizadores. Foto: Marcos ErmínioPúblico entrou na pista durante desfile, dizem organizadores. Foto: Marcos Ermínio

Com apenas quatro tendas para “esconder” as novidades até o momento do desfile, além de problemas com o som e atrasos, foliões e representantes do Carnaval ressaltaram as decepções com a organização do evento este ano.

Segundo o mestre de bateria da escola Catedráticos do Samba, Evaldo Alves, que representa o bairro Silvia Regina, a dispersão (local destinado para guardar fantasias e carros alegóricos), estragou e muito a surpresa das escolas de samba.

“Existiam apenas quatro tendas pequenas, sendo que são seis escolas do grupo especial. Isso atrapalhou a todos, porque dava para ver a fantasia e o carro alegórico do outro a todo o momento. Também não temos previsão de desfile para as campeãs, sendo que a princípio os foliões vão levar a fantasia pra casa”, afirma Alves.

Sobre o desfile, ele diz que ainda não obteve uma explicação para os atrasos. “Teve atraso de 1h20 para a entrada da primeira escola, que era a Igrejinha e ninguém nos informou nada. Todos sabem que as escolas tiveram duas semanas para organizar os carros e toda a fantasia para o desfile”, argumenta Alves.

Já o vice-presidente da escola, Elvis Pulquério, o Elvis Cavaquinho, ressaltou que a organização em relação à iluminação e segurança estava boa, no entanto, a estrutura foi péssima. “Uma escola só já tomava todo o espaço, principalmente porque as tendas eram mínimas. E se chovesse então, ficaria impossível guardar o material em um local seguro”, lamenta Elvis.

Invasão - Da mesma maneira, o presidente da Escola Unidos do Aero Rancho, Alberto Vieira de Matos, o Alberto Carioca, a organização deixou a desejar. “As escolas melhoraram e surpreenderam nas fantasias, mas duas coisas atrapalharam a festa: a organização em relação ao público, porque muitas pessoas invadiram a pista durante o desfile e também a falha no som”, afirma Matos.

Do total, três escolas desfilaram quando houve uma falha no som. “A Unidos do Aero Rancho, o Cruzeiro e a Igrejinha passaram por isso. Nós ficamos 22 minutos sem som na avenida e o público que ajudou cantando o samba enredo. Por essa razão, acredito que a liga não pode rebaixar nenhuma das seis escolas concorrentes, já que a estrutura é responsabilidade da Liga”, finaliza Matos.

Carnavalesco reclama da falta de esturtura. Foto: Marcos ErmínioCarnavalesco reclama da falta de esturtura. Foto: Marcos Ermínio
Presidente de Escola diz que atraso no desfile foi de 1h20. Foto: Marcos ErmínioPresidente de Escola diz que atraso no desfile foi de 1h20. Foto: Marcos Ermínio


Concordo com o carnavalesco que diz que falta estrutura para o nosso carnaval, mas tambem falta organização por parte das escolas de samba, os integrantes das escolas não tem a minima vergonha de jogar lixo no chão, de urinar em via pública, de arrumar briga antes e depois do desfile, enfim, pra falar que a casa do vizinho tá mal arrumada, voce precisa primeiro arrumar a sua, o descaso das escolas de samba é tão grande que ainda há carros alegoricos e fantasias na praça do Papa, acho que as escolas tem que se organizar mais, não é só chegar e fazer o desfile, tem que dar exemplo de bom cidadão pra depois poder reclamar com dignidade. Parabens ás escolas pelo desfile, mas faltou cidadania por parte dos integrantes.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 05/03/2014 12:43:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions