A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/11/2013 17:11

Família pede socorro, mas pai não deixa Samu atender menino de 4 anos

Filipe Prado

Depois do pai de um menino de quatro anos, que sofre de coqueluche, pedir socorro ao Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), ele consegue atendimento para o filho. Segundo o serviço de urgência, eles atenderam o chamado, mas foram frustrados pelo pai do garoto.

A médica reguladora do Samu, Lauren Lopes Ramos, comenta que eles realizaram orientação adequada ao pai, João Antonio dos Santos Cardoso, 24. “Ele nos ligou por volta das 13h, mas só pediu uma orientação. Nós avaliamos o caso, falamos para ele ver se a criança estava consciente e perguntamos se ele queria que uma ambulância fosse prestar atendimento, mas ele negou e disse que iria com um carro próprio”.

Segundo Lauren, um tempo depois João retornou a ligação para Samu, pois não tinha conseguido meios de levar o filho ao médico. “Ele disse que o carro estava estragado, que estava sem condições de levar a criança, então eu encaminhei uma ambulância até a sua casa, mas eu sei que ela demorou um pouco”.

Ao chegarem à casa, os motoristas do Samu relataram a agressividade do pai do menino. “Eles me disseram que ele estava muito agressivo e não deixou a equipe levar a criança para o médico, então eu autorizei que eles viessem embora, para eu tentar o atendimento pelo telefone”, comenta Lauren.

Criança – Segundo João, o menino já foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida e aguarda atendimento dos médicos. Anderson passa bem.



Eu precisei dos serviços do SAMU,e antes só havia visto comentários do péssimo atendimento que eles oferecem,mais não acreditei achava que eram boatos,pois bem minha esposa passou mal teve um desmaio e nós não conseguimos reanima-lá,aí liguei ,foi uma decepção os funcionários que são do posto da vila Almeida que vieram fazer o atendimento,além do atraso depois de eu ter ligado por quatro vezes,a falta de vontade e e falta de interesse no sv ,ao qual eles deveriam prestar com profissionalismo,isso não generalizando ,tenho certeza que isso foi um caso a parte somente daqueles funcionários que estavam naquele dia de plantão. me arrependi antes tivesse ligado para o corpo de bombeiros que estes sim mostram amor ao proxímo no que fazem..
 
Odevair de Brito Oliveira em 30/11/2013 18:21:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions