A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/09/2011 12:53

Família reclama de truculência e PM relata agressões após acidente

Francisco Júnior, Paula Vitorino e Aline dos Santos

Confusão levou mais de 300 moradores para a rua em bairro da Capital

Acidente envolvendo motorista embriagado e viatura da PM virou confusão na Capital. Acidente envolvendo motorista embriagado e viatura da PM virou confusão na Capital.

Lucimar Alves, de 18 anos, irmã de Nelmar Alves da Silva, de 22 anos, preso durante uma confusão envolvendo moradores e policiais militares no Jardim Aeroporto, disse que os PMs e bombeiros que atenderam a ocorrência agiram com truculência.

O irmão dela era passageiro de um veículo Gol de cor branca que bateu ontem à noite um uma viatura do 1º BPM (Batalhão da Polícia Militar) no cruzamento da rua Pôr do Sol com a Urquiza. O veículo era conduzido por Júlio César Malheiros da Silva, de 31 anos, que acabou preso por dirigir embriagado.

Para Lucimar, o caso poderia ter sido resolvido rapidamente se os policiais tivessem agido corretamente. “Era uma coisa simples que poderia ser resolvido de uma forma tão fácil. Os policiais tinham equipe suficiente para isolar a área”, reclamou.

Uma testemunha disse que o condutor do Gol provocou o acidente. “Ele estava na avenida e acelerou. Foi de propósito”, afirmou uma vizinha.

Segundo Lucimar, seu irmão estava em chá de bebê do filho do motorista do Gol. “Eles beberam e foram dar uma volta de carro. O acidente aconteceu quando eles foram atravessar a avenida”, relatou.

Conforme a jovem, a confusão começou quando familiares dos ocupantes do carro foram socorrê-los após a batida. “Meu primo saiu correndo quando viu meu irmão caído no chão. Os policiais tentaram separar eles dois”, disse.

Versões - De acordo com ela, o seu irmão ainda foi agredido por um bombeiro dentro da viatura. “Meu irmão estava recebendo atendimento, quando meu primo disse que minha mãe havia sido baleada, meu irmão tentou sair e um dos bombeiros bateu a cabeça dele na maca e deu socos em seu rosto”.

Na versão dos policiais, Nelmar tentou agredir o bombeiro e, ao ser imobilizado, continuou reagindo com chutes e socos. Populares tentaram resgatar o rapaz, passando a bater e xingar os policiais militares. Foram disparados tiros de borracha.

Na confusão, Lucian Alves dos Santos, de 21 anos, teria tentado pegar a arma de um policial. Por conta do incidente, a rua ficou tomada por moradores do bairro, mais de 300 pessoas acompanharam de perto todo o desenrolar da situação. Treze viaturas da PM foram deslocadas para atender a ocorrência.

Detidos - Cinco pessoas acabaram detidas: Márcia Alves dos Santos, de 45 anos, Reginaldo Rodrigues Martins, de 27 anos, Welington Lopez Loiola, de 24 anos, além de Nelmar e Lucian.

Todos foram encaminhadas para a delegacia, e lá, autuados por resistência, desobediência e desacato. O grupo foi liberado após assinar um termo de compromisso. Já Júlio César passou a noite preso e ter que pagar fiança de R$1.040 para ser liberado.

O Campo Grande News entrou em contato com assessoria da Polícia Militar e não recebeu nenhum posicionamento. O Corpo de Bombeiros informou que não recebeu nenhuma denuncia referente à ação de um dos soldados da corporação no incidente. Porém, caso seja feita, o ocorrido será apurado.

Acidente com viatura da PM termina em confusão no Jardim Aeroporto
Condutor de carro foi preso e outros cinco acabaram detidos Um acidente envolvendo uma viatura da Polícia Militar terminou em confusão na noite de o...
Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Nossa sociedade não está bem preparada para a democracía, democracía é cumprir com seus deveres para exigir seus direitos, agora embriagar-se e sair causando acidente, e ainda quer ser tratado com carinho. Tenha dó.
 
porfirio vilela em 19/09/2011 11:10:14
Como diria JESUS nas suas caminhadas pela terra, "atire a primeira pedra quem não tiver pecado" Muitas das vezes quando mexemos na sujeira que encomoda o olho do outro esquecemos da trave que venda o nossos dois olhos, quem tem rabo de palha cuidado ao tacar fogo no do visinho... A policia tem de fazer seu trabalho sim, mas atirar contra pais e mae de familia e em quem estava algemado é covardia
 
Cris Stefanny em 19/09/2011 07:25:12
Parabéns POLICIA MILITAR. Prender cinco foi pouco ainda, e a multa ta muito barata. Aumentem para 5 mil pro infeliz mofar mais na cadeia.
 
Alan Otavio em 19/09/2011 07:12:50
Nossa,que triste,deslocar 13 viaturas para atender baderneiros.
Enquanto isso,a cidade que não é tão segura,fica ainda mais sem segurança,a merçe de outros baderneiros.
Se bebeu,e foi dirigir.Tem que assumir o risco,e ir mesmo para a cadeia.
Cada coisa,que acontece!!
 
ANDREA SANTOS em 19/09/2011 05:16:44
encheu a cara e ainda quer ter razão lugar de bebado é na cadeia, a policia esta de parabens por ter detido esse marginais.
 
william sousa em 19/09/2011 04:13:41
O rapaz estava fora da lei, se eles tivesse atropelado uma moto com um casal, ou uma familia que nada tem haver com cha de bebe de ninguem, a sorte deles que deu de cara com o carros da policia, que sorte boa, e a populacao nao tem que fica passando a mao na cabeça de infratores nao. que papelao
 
paulo sandro em 19/09/2011 03:15:00
Esse aí tinha que te passado a noite apanhando para aprender a respeitar as autoridades e ainda aprender que lugar de bêbado é no sofá ou na cama pra curar. E pelo jeito a família não é lá aquele exemplo. O filho sai bêbado causando acidente e a mãe enquanto isso é baleada... O problema maior é ter que deslocar 13 viaturas e deixar outras regiões sem policiamento.
 
Wellington Sampaio em 19/09/2011 02:34:17
Queriam resgatar os envolvidos no acidente.. a polícia esta certinha....tem que respeitar a polícia....
 
Paulo Ciltrão em 19/09/2011 01:50:17
Coitadinho do irmão dela, bebeu, encheu a cara e causou um acidente, ainda bem que ele bateu em uma viatura, imagina se fosse uma criança indefesa!!!!
 
Marcelo OLiveira dos Santos em 19/09/2011 01:04:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions