A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/06/2012 12:31

Ferro-velho conhecido por irregularidades no Guanandi é fechado novamente

Paula Vitorino e Francisco Júnior
Frente do ferro-velho. (Foto: Minamar Júnior)Frente do ferro-velho. (Foto: Minamar Júnior)

Policiais civis e equipes de fiscalização da Prefeitura Municipal fecharam novamente antigo ferro-velho do bairro Guanandi, que há cerca de 25 anos é sinônimo de transtornos e um risco para a saúde dos moradores.

O proprietário, José Ferreira , de 54 anos, acumula mais de R$ 10 mil em multas por irregularidades no local. A Prefeitura já havia notificado e interditado o ferro-velho desde 2010, mas os serviços continuavam sendo realizados sem licença ambiental e alvará.

“Isso aqui era um problema de saúde publica. Já foi comprovado que o bairro tem alta incidência de dengue e esse local contribuía pra isso”, diz o delegado da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos), João Reis.

O estabelecimento, que ocupa três terrenos na rua Jatobá, ainda servia de criadouro para mosquito da dengue e tornava a passagem de veículos e pedestres quase impossível. Calçadas e parte da rua ficavam cheias de carros velhos, lixo e carcaças.

Os fiscais da Semadur deram o prazo de 48 horas para José retirar todas as mercadorias que obstruíam a calçada e a rua. Em caso de desobediência, ele será multado e pode ser preso por desobediência.

Foram retirados 13 veículos que ocupavam a via e José terá de arcar com as despesas do guincho. Os carros foram levados para o pátio o Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) e devem ser retirados pelos proprietários no prazo de 30 dias. Por dia, o aluguel do pátio é de R$ 50.

Três veículos com suspeita de adulteração, uma moto desmontada com registro de roubo e um motor de carro adulterado foram apreendidos no local. O proprietário de um dos veículos estava no local e foi detido para averiguação.

Televisores, microondas e calotas de veículos também foram apreendidos para verificar se possuem registro por furto ou roubo. De acordo com o delegado, todos os produtos sem documentação de procedência serão apreendidos e levados para averiguação na Delegacia.

José foi levado para a delegacia para averiguação. Se comprovado o registro de roubo dos produtos, ele também irá responder por receptação.

Alívio - Para os vizinhos do local, como o aposentado Getulio Ortiz, de 76 anos, hoje é o dia é de comemoração. “A gente não podia estacionar o carro em frente de cada porque os veículos do ferro-velho obstruíam a passagem. Era uma calamidade”, diz.

Os moradores também dizem que temiam os riscos a saúde, já que o local vivia cheio de lixo. Uma das moradoras ainda diz que tinha medo do ferro-velho pegar por conta dos materiais inflamáveis.

O cheiro forte de esgoto e o grande número de ratos e outros também causava transtornos para os moradores.

Ação - As equipes de fiscalização vão continuar vistoriando ferros-velho da região do bairro Guanandi. A previsão é de que 9 estabelecimentos sejam fiscalizados.



Vejam só, o cara, já havia sido multado em mais de R$ 10 mil, já foi autuado em 2010.. meu Deus... além de não ter pagado a multa... da autuação.. ele continuava ainda a manter o "COMÉRCIO" no local? é claro, hoje, quando aconteceu a blitz e ao ter sido constatada as irregularidades, a Prefeitura e a Policia, deveriam na verdade ERAM LACRAR O LOCAL.. FECHAR!! isso assim.. chega de complascência!
 
Gilson Giordano em 18/06/2012 07:06:27
Demorou 25 anos para alguém tomar uma providência? Até que a PMCG foi ligeira desta vez.
 
João Crisóstomo de Campo Grande - MS em 18/06/2012 03:01:57
Graças a Deus, teve um Delegado altruísta, corajoso, e benevolente com os moradores do bairro.Rua transitável, casa limpas, calçadas descente,pois o povo quer ter o direito de ir e vir, com dignidade.
 
NOELINA MARQES DIAS em 18/06/2012 01:58:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions