ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 39º

Capital

Foragido por jogar tornozeleira de ponte é preso furtando casa

Laércio foi preso depois que a irmã da vítima, vizinha da residência, o viu dentro do quintal

Por Geisy Garnes | 04/08/2021 09:22
Prisão foi feita pela Guarda Municipal de Campo Grande. (Foto: Divulgação)
Prisão foi feita pela Guarda Municipal de Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Foragido desde maio por quebrar tornozeleira eletrônica e a jogar de uma ponte em Campo Grande, Laércio da Silva Rodrigues, de 31 anos, acabou preso nesta terça-feira (3), após furtar uma casa do Jardim Batistão.

Laércio foi preso depois que a irmã da vítima, vizinha da casa, o viu dentro do quintal, com escada e mala nas mãos. Ela gritou para ele parar, mas na tentativa de escapar do flagrante, ele correu para a Rua Síria. Acabou detido pelos moradores.

Equipe da Guarda Municipal que passava pela região foi avisada e deu voz de prisão ao ajudante de pedreiro. Segundo o relato das testemunhas, o homem arrombou a porta e a janela da cozinha. Com ele, foram encontrados uma caixinha de som, notebook, aparelho de DVD, ferramentas e porta-joias com peças dentro.

Em um primeiro momento, o ladrão de apresentou como Rafael, mas na delegacia confessou se chamar Laércio. Explicou que usou a identidade do irmão na tentativa de não piorar a própria situação, isso porque desde maio estava foragido da Justiça. Contou que em abril, foi preso em flagrante ao tentar furtar a fiação da Escola Municipal de Educação Infantil Pedacinho do Céu, mas, no mês seguinte, conseguiu a liberdade.

No dia 3 de maio, colocou tornozeleira eletrônica e foi solto, mas imediatamente cortou o lacre e jogou o aparelho de uma ponte do Bairro Mário Covas. Desde então, estava foragido do sistema prisional. Na manhã de ontem, passava pela rua e percebeu que a casa estava vazia. Decidiu furtar. Pulou o muro e arrombou a janela, mas acabou flagrado e preso pelos moradores.

Em depoimento, Laércio afirmou ainda que a intenção era vender os objetos furtados para conseguir drogas e para ajudar os filhos de 13, 11 e 10 anos. Detalhou também que é usuário de maconha e pasta base há 12 anos. Ele passa por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário