ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Gaeco também faz busca na Omep, investigada por contrato com Prefeitura

Seleta também é alvo de busca e apreensão nesta manhã

Mayara Bueno e Willian Leite | 13/12/2016 08:21
Omep também amanheceu com uma viatura do Gaeco nesta terça-feira (13). (Foto: Marcos Ermínio)
Omep também amanheceu com uma viatura do Gaeco nesta terça-feira (13). (Foto: Marcos Ermínio)

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) também está na sede da Omep (Organização Mundial pela Educação Pré-Escolar), nesta terça-feira (13). A Seleta também amanheceu com viaturas do grupo esta manhã.

Ambas as entidades são alvos de ações na Justiça, por manter convênios irregulares com a Prefeitura de Campo Grande. Os dois presidentes das entidades, Gilbraz Marques e Maria Aparecida Salmaze, também foram acionados pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), que pediu o afastamento deles na Justiça.

O MPE, instituição a qual o Gaeco é subordinado, confirmou há pouco que há mandados de busca e apreensão de documentos, condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a depor, e prisão temporária.

O Ministério Público ainda não sabe sobre a ação na Omep. Uma nota com mais informações deverá ser emitida mais tarde, afirmou a assessora de comunicação.

Na Omep, policiais do grupo de atuação estão desde as 6 horas, conforme moradores da região, que não se identificaram. As aulas no local funcionam normalmente nesta manhã. A presidente da entidade responde ação por enriquecimento ilícito.

Judicial – Os convênios entre a Omep/Seleta com a Prefeitura de Campo Grande se forma judicializados, porque o MPE encontrou ilegalidades, como funcionários que recebem salários diferentes, mesmo desempenhando as mesmas funções, além de servidores fantasmas.

Em relação ao pedido de afastamento, a questão foi objeto de outra ação. Neste caso, o MPE argumentou que os dirigentes sabiam de irregularidades, as mantinham e não faziam nada para sanar as irregularidades.

Nos siga no Google Notícias