A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/11/2015 10:25

Garoto é ferido dentro de escola e pai acusa direção de negligência

Luana Rodrigues
Ferimento foi no braço esquerdo do garoto. (Foto: Direto das Ruas)Ferimento foi no braço esquerdo do garoto. (Foto: Direto das Ruas)

Um adolescente de 13 anos teve o braço cortado por um colega que o atingiu com um golpe de estilete artesanal na tarde desta segunda-feira(16), na escola municipal Brigida Ferraz Foss, Vila Jacy, em Campo Grande. A denúncia do ocorrido foi feita pelo pai do garoto, o porteiro Adilson Burgos Augusto de 32 anos, que considerou a escola negligente por não ter socorrido o menino. Já a direção escola diz que conversou com os adolescentes e como o ferimento foi superficial, não viu necessidade de o levarem para um hospital.

Segundo Adilson, o garoto chegou em casa na tarde de ontem com o arranhão no braço e contou que o ferimento teria sido causado por um colega durante uma brincadeira dentro da sala de aula. "Pelo que meu filho disse a diretora não fez nada, poderia ter o levado pelo menos no posto", disse o pai.

O Campo Grande News entrou em contato com a direção da escola que afirmou que a situação ocorreu no final da aula. Segundo a direção, "os dois meninos foram até chamados para conversar e como o ferimento era superficial, não foi necessário levá-lo até o hospital".

Ainda segundo a direção, a mãe do menino ferido foi avisada sobre a "brincadeira" no final da aula e a mãe do garoto que estava com o objeto cortante foi convocada a comparecer na escola na tarde de hoje, já que o adolescente deve ser suspenso. "Somos muito cuidadosos com isso aqui, se tivesse sangrado ou sido algo realmente grave eu mesma teria o levado ao posto, como já fiz várias vezes", disse a diretora, que preferiu não se identificar.

O pai do adolescente ferido disse que ainda não procurou a direção da escola, mas vai até lá na tarde de hoje para cobrar providências, já que essa não é a primeira vez que o filho é machucado por colegas na sala de aula. "Hoje foi com um estilete, mas daqui a pouco podem levar uma faca ou até uma arma, quero providências", disse o pai.

Direto das Ruas- A sugestão acima, foi enviada à redação do Campo Grande News via aplicativo WhatsApp, pelo canal Direto das Ruas. Pelo número (67) 9687-7598 ou então pelo e-mailredacao@news.com.br, podem ser enviados flagrantes, sugestões de matérias, notícias, fotos, áudios e vídeos.

Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


Esse é um caso isolado na escola Brigida ,acho uma das melhores da região. meus filhos estudarão lá do jardim ate o nono ano nunca tive o que reclamar da escola , a diretora sempre foi atuante ligava em casa ate para procurar porque meu filho não foi a escola , agora temos que ver qual o comportamento deste (s) aluno(s), e ate do pai , parece que gosta de fazer tempestade em copo d'água pois vi não nada de absurdo para reclamar porque não levou ao medico, se realmente tivesse acontecido algo grave . tenho certeza que a diretora teria levado ao medico, isso foi só uma brincadeira mau sucedida !!
 
jonas nunes dos santos em 17/11/2015 17:20:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions