A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/08/2011 10:28

Gerente de hotel é preso por exploração sexual de três adolescentes

Paula Vitorino e Francisco Júnior

Garotas vieram do Paraná e gerente indicou prostituição como um “jeito para conseguir dinheiro fácil” em Campo Grande

Hotel fica no ponto conhecido como cracolândia. (Foto: Simão Nogueira)Hotel fica no ponto conhecido como "cracolândia". (Foto: Simão Nogueira)

O gerente de um hotel em pleno centro de Campo Grande, Gedeon de Oliveira, de 53 anos, foi preso em flagrante por exploração sexual de três adolescentes. As duas garotas de 17 e a de 16 anos estavam hospedadas no local desde domingo, quando começaram a fazer programas com clientes arranjados por Gedeon, que indicou a prostituição como meio “fácil de ganhar dinheiro”.

Ele foi preso por volta das 20h de ontem após a Polícia Civil receber denúncias de que adolescentes estavam se prostituindo no Hotel Caçula, que fica na avenida Calógeras, no trecho conhecido como "cracolândia". Em um dos quartos também funcionava como ponto de venda de drogas.

De acordo com o delegado Divino Furtado de Mendonça, as garotas contaram que vieram de Apucarana, no Paraná, para buscar emprego e conhecer a cidade. Elas saíram no sábado (20) e pegaram várias caronas até chegar no domingo, na Capital.

Em Campo Grande, elas conheceram um rapaz que as levaram para lanchar na Feira Central. O colega indicou um hotel barato que elas poderiam se hospedar e levou as meninas até o Caçula. Gedeon chegou a pedir a identidade das adolescentes, mas duas disseram que não estavam com os documentos.

O gerente olhou por cima a documentação de uma das meninas de 17 anos e deixou que elas se hospedassem. O delegado Mendonça diz que as meninas são grandes e não aparentam serem menores de idade.

Uma das meninas de 17 anos está grávida de três meses e contou para os policiais que já teve outro filho, mas que a criança morreu com 28 dias.

Já no hotel, as adolescentes perguntaram para o gerente se ele sabia de algum emprego para elas e Gedeon de imediato disse que sabia de um “jeito fácil para ganharem dinheiro na Capital”. Ele propôs um programa na mesma noite, com dois de seus clientes.

A menina de 17 anos, que não está grávida, e a outra de 16 se encontraram com os homens em quartos arrumados por Gedeon nos fundos do hotel. Elas cobraram R$ 50 pelo relação sexual e deram R$ 15 ao gerente. Na segunda e terça-feira a garota de 17 anos fez outros programas.

Na terça, a relação sexual aconteceu dentro do banheiro de um dos quartos. Gedeon bateu na porta do quarto antes da menina sair para cobrar as diárias atrasadas do hotel. As garotas estavam devendo dois dias de hospedagem.

No entanto, o gerente ficou interessado na menina de 17 anos e propôs um programa com ela em troca do perdão da dívida das duas diárias. A adolescente topou a troca. De acordo com a Polícia Civil, a relação iria acontecer ontem e só não foi consumada porque os policiais chegaram antes.

Gedeon tem passagem na Polícia por furto qualificado. Ele foi preso por exploração sexual de crianças e adolescente, com pena prevista de 4 a 10 anos. As meninas foram encaminhadas para o Conselho Tutelar.

Tráfico - Durante a abordagem da Polícia Civil no hotel, Emilio Roberto Negrete, de 25 anos, foi preso por tráfico de drogas. Ele vendia entorpecentes em um dos quartos do local. Com ele, foram encontradas porções de maconha e pasta base de cocaína.

O jovem saiu da prisão em maio deste ano. Ele cumpria pena por tentativa de furto desde 2009, mas já tinha passagens pela Polícia por furto, receptação, violação de domicílio e lesão corporal.

O Campo Grande News esteve nesta manhã no Hotel Caçula e encontrou o estabelecimento funcionando normalmente. A Polícia Civil informou que o local está sendo investigado e já foram encontradas irregularidades administrativas em outras abordagens.

O proprietário também deve ser investigado e o alvará do estabelecimento pode ser cassado, e com isso, o hotel deve ser fechado. A denúncia de prostituição e tráfico de drogas foi encaminhada pela Polícia Civil ao Minitério Público e Prefeitura Municipal, para as providências cabíveis.



Acho que o que falta nessas juventude de campo grande é se espelharem mais nos modelos das pessoas dignas que a gente tem entre a gente...
 
Rômulo Souza em 18/10/2011 11:41:26
nossa eu tenho a mesma idade dessas garotas,só que tenho pensamentos diferentes.
Porque elas não procuram um emprego, valorize-se a vida a famila, aos estudos.
Espero que elas parem e reflitam sobre tudo o que estão fazendo. porque estão acabando com a vida se prostituindo por dinheiro, tanto meio de emprego que temos ai, ta certo que não ta facil encontrar uma vaga no mercado de trabalho.
Mais que agora após terem ido pro Conselho Tutelar, elas possam para e pensar em tudo e daqui pra frente tomar um rumo diferente. Fico triste quando vejo esses tipos de noticias, por eu ter a idade delas, queria que todas as meninas de hoje em dia tivessem um pensamento diferente assim como o meu!!!! E que a policia de jeito nesses homens sem vergonha do qe fazem aqui na nossa capital.
 
Ana Paula santos Carvalho em 25/08/2011 12:51:27
na verdades estas garotas já são muitos vividas sabe lá diabos já aprontaram ai encontran outro como elas e vice versa....
 
adriana da silva em 25/08/2011 12:11:50
tantas agências de empregos na cidade,para indicar um serviço digno,na cidade aos jovens e estas meninas nesta situação.tomara que elas parem com isto e com certeza arrumariam um emprego digno na nossa cidade.
 
antonio luis em 25/08/2011 11:31:01
O fato aqui não é quem estava certo ou errado. O que importa é que exploração seja de caráter sexual ou não é CRIME. Infelizmente quando se trata de crianças ou adolescentes os agenciadores não são punidos como devido e o resgate social com as (os) explorados não acontece como prevê a legislação.
Futuro: Gastos e mais gastos com investimentos em segurança pública, saúde e assistência social.
 
Luciene Almeida em 25/08/2011 08:42:57
Olha só as barbáries e absurdos desse caso:
_ Primeiro que são menores (17 e 16) anos, e estando a garota de 17 anos com 3 meses de gradivez, sendo que já teve outro filho anteriormente (falecido com 28 dias de vida), portanto começaram os problemas a muito mais tempo.
_ Como conseguem se ausentar de outro Estado Federativo, sem documentos ou autorização do Conselho Tulelar? Mas respondo! Através de canalhas que dão caronas sem escrúpulos e com certeza a base de trocas amorosas.
_ O gerente do Hotel fez o caminho inverso do legal, hospedou duas menores (mesmo que não fossem) sem comprovação de idade, sem ficha cadastral e documentos.
_ Aproveitou-se do ensejo e ainda iria receber as diárias atrasadas através de atos sexuais com uma das menores.
Cabe ao Conselho Tutelar, encaminhá-las a suas famílias em Apucarana, até mesmo porque seus pais devem estar desesperados sem saber por onde as mesmas andam, sem contar na decepção que terão por conta das atitudes tomadas e pela opção de "venderem os corpos" como forma de obterem sustento mais rápido e fácil.
Gente, trabalhar dignamente nunca fez mal a ninguém e quando você opta em ir para outra localidade distante de suas raízes, deve ter no mínimo condições de sustento para determinado espaço de tempo ou já fazê-lo com um trabalho previamente acordado, ir na louca é suicídio!
Não sou favorável às atitudes tomadas por elas e acho que esse é um problema muito mais sério que a própria matéria divulgada, deve ser apreciado e acompanhado com ênfase e resolvido junto as autoridades competentes, punindo-se todos os envolvidos conforme determina a Lei.
Quanto a elas, que tomem vergonha na cara, reflitam sobre tudo que já fizeram e saibam que esse é o pior caminho para quem almeja um dia vencer na vida, mesmo que enfrentando as maiores dificuldades; são novíssimas, portanto ainda há tempo de mudanças na forma de agir e viver dignamente.
 
Francisco Chagas de Araujo em 25/08/2011 05:14:01
Po saem do Paraná são menores de"idade" vem para Campo Grande fazer o que se não tem nenhuma profissão definida o que elas queriam a não ser a prostituição, pois nem documentos elas tem.
 
Vanderley Batista Gomes em 25/08/2011 02:25:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions