A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

02/06/2015 11:05

Governador acredita que greve dos professores está perto do fim

Flávia Lima, Aline dos Santos e Leonardo Rocha
Professores estaduais lotam sessão da Assembleia Legislativa. (Foto:Marcos Ermínio)Professores estaduais lotam sessão da Assembleia Legislativa. (Foto:Marcos Ermínio)

Tanto o líder do governo na Assembleia Legislativa, Rinaldo Modesto (PSDB) quanto o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) acreditam que falta pouco para os professores da rede estadual encerrarem a greve. Na manhã desta terça-feira (2) houve uma reunião entre a assessoria jurídica da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), os procuradores do Estado, Adalberto Miranda e Felipe Mattos com o desembargador Vladimir Abreu da Silva, no TJ (Tribunal de Justiça), para tratar de um acordo, no entanto o presidente da Fetems, Roberto Botarelli ainda não tinha conhecimento do teor da conversa.

Os professores estão no plenário da Assembleia, acompanhando a sessão de hoje. Segundo estimativa da Polícia Militar, duas mil pessoas estão no local.

Segundo o deputado Reinaldo Modesto, as negociações estão bem encaminhadas. Ele também rebate as críticas de que não estaria apoiando o movimento, destacando que, como professor, vem se empenhando para ajudar em uma conciliação.

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) também aposta em um entendimento imediato e voltou a frisar, durante inauguração da primeira escola de Assistência Social do país, no bairro Guanandi, que o governo mantém as portas abetas para o diálogo.

“No começo do ano concedemos 13,01% de reajuste e fizemos uma proposta honesta para dobrar os salários até 2022, diferente da proposta do ex-governador (André Puccinelli, que propôs integralizar o piso até 2018). Se isso fosse fácil ele teria feito”, ressaltou Azambuja.

O governador também espera que a mobilização não tenha caráter político e que respeita as reivindicações da categoria. “Vamos continuar dialogando. Ainda acredito em espaço para conversar, pois queremos encerrar essa greve e promover uma Educação de qualidade no Estado”, concluiu.

O presidente da Fetems, Roberto Botarelli disse que a diretoria do sindicato tem um encontro com o governador logo mais, após a sessão da Assembleia e que ainda está prevista uma carreata ou passeata pelas ruas da região Central, no início da tarde.

Segundo ele, qualquer proposta fora da integralização do piso até 2022 será discutida com a categoria.Ainda na tarde de hoje haverá reunião na Fetems para discutir o resultado da conversa com o governador. Amanhã também haverá discussões nos municípios e uma nova assembleia á tarde, na Fetems, na Capital. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions