A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/01/2012 13:34

Governo confirma pagamento de salários para amanhã, pós Fetems falar em atraso

Fabiano Arruda
Possibilidade de atraso no pagamento chegou a ser tema de assembleia na Fetems nesta manhã. (Foto: Marlon Ganassin)Possibilidade de atraso no pagamento chegou a ser tema de assembleia na Fetems nesta manhã. (Foto: Marlon Ganassin)

O Governo do Estado, por meio de nota em seu site, confirmou que o pagamento dos servidores estaduais estará disponível para saque a partir de amanhã, primeiro dia útil de fevereiro.

A informação foi divulgada após a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Ensino Público de Mato Grosso do Sul) afirmar que haveria atraso no pagamento deste mês.

Segundo o presidente da entidade, Roberto Magno Botareli Cesar, integrantes da federação estavam reunidos ontem à tarde, na sede da federação, em Campo Grande, quando foram acionados pelo governador André Puccinellil (PMDB) para uma reunião.

Botareli revela que, no encontro, na Governadoria, Puccinelli anunciou que, por problemas técnicos, o pagamento dos servidores seria feito apenas na sexta-feira com possibilidade de ser antecipado na quinta-feira.

Na nota, o governo contraria a informação e garante que, por meio da Secretaria de Fazenda, o depósito do pagamento dos servidores no Banco do Brasil foi efetuado nesta terça-feira e estará liberado a partir de amanhã.

“A medida confirma decisão do Governo de garantir o pagamento sempre no primeiro dia útil de cada mês. A folha de janeiro corresponde a R$ 143 milhões referentes aos vencimentos de 61 mil servidores ativos, além de aposentados e pensionistas”, diz trecho da nota.

O possível atraso chegou a ser tema de assembleia na Fetems nesta manhã. Segundo o presidente da federação, uma deliberação do encontro foi elaborar uma carta para que os associados não fossem “pegos de surpresa”.

Questionado se sabia do anúncio oficial do Estado sobre a manutenção dos salários para o primeiro dia útil, Botareli afirmou que “ainda não tinha esta informação”, mas que comemorava a notícia, pois “assim ninguém será pego de surpresa”.

"O governo deve ter conseguido algum acordo com o Banco do Brasil para garantir o pagamento, mas a informação é que ocorreria atraso por problema técnico", complementou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions