A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/05/2015 16:32

Governo firma convênio para reduzir gastos com ações judicias na saúde

Antonio Marques
Com o termo assinado Reinaldo Azambuja pretende agilizar o atendimento na Defensoria (Foto: Marcelo Calazans)Com o termo assinado Reinaldo Azambuja pretende agilizar o atendimento na Defensoria (Foto: Marcelo Calazans)
O secretário estadual de Saúde Nelson Tavares espera reduzir os gastos com as judicializações na Defensoria (Foto: Marcelo Calazans)O secretário estadual de Saúde Nelson Tavares espera reduzir os gastos com as judicializações na Defensoria (Foto: Marcelo Calazans)

O governador Reinaldo Azambuja assinou, na tarde de hoje, dia 8, convênio de cooperação com a Defensoria Pública do Estado com a intenção de agilizar o atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) e reduzir as despesas com as judicializações dos casos. Em 2014, o Estado gastou R$ 25 milhões com pagamentos de cirurgias e aquisição de medicamentos.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Nelson Tavares, o gasto com processos judicializados na Defensoria Pública por conta de atendimento à saúde aumenta cerca de 30% ao ano. “É um aumento progressivo, que estima chegar a 38% neste ano de 2015”, declarou. Tavares preferiu não apresentar uma estimativa de redução de gastos com a medida, mas acredita que será algo expressivo.

Com o termo assinado com o Defensoria, a Secretaria de Saúde vai manter três profissionais (dentista, farmacêutica e enfermeira) atendendo diariamente aos usuários na unidade da Defensoria no centro da Capital. “Vamos conseguir atender melhor as pessoas que procuram a Defensoria e dar mais celeridade nas respostas. Com isso será possível evitar muitas ações contra o Estado”, comentou o Defensor Público-Geral Paulo Andre Defante.

Reinaldo Azambuja reconheceu que o Estado têm carências e disse que a caravana da saúde, que já esteve em Coxim e Ponta Porã busca melhorar o atendimento dos serviços de saúde. “Estamos levando equipamentos de tomografia, endoscopia e aparelhando UTIs por onde a caravana está passando”, afirmou o governador, acrescentando que a cidade de Três Lagoas será a próxima a receber os mutirões da saúde.

Para Azambuja, os profissionais atendendo os usuários direto na Defensoria vai poder oferecer uma resposta rápida e evitar a longa espera do paciente pela aquisição de algum medicamento ou qualquer outro procedimento hospitalar que for necessário.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions