ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Grande parte dos consumidores não pretendem comprar presentes no Dia da Mulher

Em media, 85% dos entrevistados consideram que os presentes estão mais caros comparados ao ano passado

Karine Alencar | 07/03/2022 15:58
Consumidores no Centro de Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Consumidores no Centro de Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

Nesta terça-feira (8), se comemora o Dia Internacional da Mulher. Entretanto, nem todas devem comemorar a data com presentes e lembrancinhas como de costume, é o que aponta uma pesquisa realizada pelo Procon municipal.

O levantamento realizado entre os dias 1º e 3 de março em Campo Grande revela que, em média, apenas 50% dos entrevistados pretendem dar presentes neste dia. Enquanto isso, 32% destes não irão presentear e 18% do grupo ainda não decidiu.

Motivo pode estar relacionado diretamente à crise ocasionada pela covid-19, período em que os preços dispararam, visto que 85% dos consumidores entrevistados consideram que os presentes estão mais caros comparados ao ano passado; 13% diz que está na mesma faixa de preço; e 2% relata que não houve alteração.

De acordo com os dados do Procon, 46% dos que foram questionados pretendem gastar de R$ 100,00 a R$ 200,00; 38% planejam menos de R$ 100,00; 12% de R$ 200,00 a R$ 500,00 e 4% podem comprar um presente acima de R$ 500,00.

A pesquisa foi realizada com 200 consumidores acima de 18 anos, no Shopping Campo Grande, Shopping Norte Sul e região central da cidade. O questionário foi composto por 10 questões de múltipla escolha, sendo que algumas questões obtiveram duas respostas.

Dentre as mulheres presenteadas, estão: 43% mãe; 24% esposa e/ou namorada; 6% avó; e 27% outras. Com relação ao que se pretende dar está a parte de perfumaria e cosméticos com 20% de intenção; roupas 17%; acessórios 13%; calçados 11%; chocolates 10%; flores 9%; cesta café da manhã 7%; e serviços de beleza 3%.

Nos siga no Google Notícias