ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Grávida tenta embarcar em voo com droga amarrada na barriga e acaba presa

Ela tem uma filha de seis meses e deixou a babê com a vizinha para ganhar R$ 900 com o tráfico

Por Geisy Garnes | 02/12/2021 11:37
Jovem foi presa ao tentar embarcar para Belém. (Foto: Arquivo)
Jovem foi presa ao tentar embarcar para Belém. (Foto: Arquivo)

Uma jovem de 19 anos, grávida de dois meses, foi presa ao tentar embarcar em um voo para o Pará com pacotes de maconha amarrados na barriga. Para a polícia ela ainda afirmou que deixou a filha de seis meses com a vizinha para levar a droga. O flagrante ocorreu nesta quarta-feira (1°), no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Letícia da Costa Gonçalves foi flagrada ao passar pelo Raio-x do Aeroporto. As responsáveis pela fiscalização dos passageiros perceberam um “volume estranho” na barriga da jovem e acionaram a Polícia Federal.

A passageira foi revistada. Por baixo das roupas, Letícia escondia pacotes de maconha. Para segurar a droga no corpo, enrolou um tecido no abdômen. A estratégia não deu certo e ela acabou presa em flagrante.

Em depoimento, contou que é mãe de uma menina de seis meses e está grávida de dois meses do segundo filho. Há um ano e três meses, está desempregada e na semana passada, comentou com uma conhecida que precisava de dinheiro. A amiga então ofereceu “serviço” a ela: levar maconha para o Pará. Pelo crime, ganharia R$ 900.

A viagem deveria ser feita de avião, em um voo comercial, para Belém. Conforme combinado, ela pegou a droga no endereço indicado. Os tabletes estavam dentro de uma caixa deixada em uma calçada, próxima a uma lixeira, para disfarçar. Em depoimento, no entanto, não lembrou o nome de rua.

Com a droga em mãos, ela deixou a filha com a vizinha e foi para o aeroporto com a ordem de deixar a droga dentro de uma caixa próxima a rodoviária de Belém assim que chegasse à cidade. Durante o flagrante, a polícia contabilizou 16 pacotes de maconha presos ao corpo da mulher. O caso foi registrado como tráfico.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário