A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/11/2014 17:42

Grupo se revolta e tenta linchar pedreiro acusado de estuprar criança

Filipe Prado e Alan Diógenes
Cerca de 60 pessoas prenderam o acusado dentro do mercado (Foto: Marcelo Calazans)Cerca de 60 pessoas prenderam o acusado dentro do mercado (Foto: Marcelo Calazans)

Um grupo de cerca de 100 pessoas prendeu um pedreiro acusado de estuprar uma criança de três anos na Favela Cidade de Deus, no Bairro Dom Antônio Barbosa, na saída para Sidrolândia, em um mercado da região. Eles tentaram linchar o homem, que após ser agredido, foi socorrido por funcionários do estabelecimento.

De acordo com a cozinheira Sirley dos Santos Faria, 31 anos, há alguns dias eles ficaram sabendo do estupro da menina. Na tarde de hoje (21), um grupo de adolescente, com idade entre 13 e 15 anos, avistou servente de pedreiro Benedito Nelson Viana, 46, em um bar da região e afirmaram que ele era o acusado.

Os adolescentes começaram a agredir o homem, que ficou ferido no rosto, e roubaram-lhe a bicicleta. Então ele correu para dentro de um mercado, próximo à Avenida Eveline Selingardi. Um funcionário do comércio, que não quis se identificar, contou que eles formaram uma barreira, para que o grupo de 60 pessoas não entrasse.

A dona do mercado, Claudete dos Santos, 46, revelou que o grupo permaneceu por cerca de 50 minutos em frente ao mercado, até a chegada da polícia, que demorou mais de 30 minutos.

Uma viatura da polícia civil e duas da polícia militar foram acionadas e deslocaram até o mercado. Sete policiais fazem a segurança do local.

O acusado, o servente de pedreiro Benedito Nelson Viana, 52, afirmou que não estuprou a menina e não sabe quem ela é. “É uma acusação muito séria. Sou trabalhador, jamais faria uma coisa dessas com uma criança”, assegurou.

A Polícia Civil irá transportar o acusado até a DEPCA (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente), para uma investigação seja iniciada.

Estupro – Segundo a mãe da criança, que preferiu não se identificar, o estupro aconteceu no dia 13. Ela levou a criança até o IML (Instituto Médico Legal) que revelou que não houve penetração, porém o órgão genital da menina apresentava ferimentos. Ela não sabe quem seria o autor do abuso.

Adolescentes e jovens correm para cercar mercado onde acusado foi recolhido (Foto: Marcelo Calazans)Adolescentes e jovens correm para cercar mercado onde acusado foi recolhido (Foto: Marcelo Calazans)
Meninos sobem em muro para invadir mercado na Cidade de Deus (Foto: Marcelo Calazans)Meninos sobem em muro para invadir mercado na Cidade de Deus (Foto: Marcelo Calazans)
Policiais civis e militares chegam ao local para atender a ocorrência e salvar suspeito (Foto: Marcelo Calazans)Policiais civis e militares chegam ao local para atender a ocorrência e salvar suspeito (Foto: Marcelo Calazans)


Nossa, eu fico imaginando e se ele for inocente, nem a mãe da criança sabe quem foi, miserocórdia.
 
Laura Vicente em 22/11/2014 08:50:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions