A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/11/2015 12:42

Grupo trabalha na remoção de quase 50 árvores derrubadas por vendaval

Flávia Lima
Funcionários da prefeitura trabalham no corte de árvore em frente a shopping da Capital, na manhã desta terça-feira. (Foto:Simão Nogueira)Funcionários da prefeitura trabalham no corte de árvore em frente a shopping da Capital, na manhã desta terça-feira. (Foto:Simão Nogueira)
Casas foram destelhadas nas Moreninhas. (Foto:Direto das ruas)Casas foram destelhadas nas Moreninhas. (Foto:Direto das ruas)

Equipes da Defesa Civil, prefeitura e Corpo dos Bombeiros estão nas ruas da Capital realizando o corte de quase 50 árvores que caíram durante o vendaval que atingiu a cidade na tarde desta segunda-feira (9).

Segundo informações da assessoria dos bombeiros, durante a ventania, a corporação recebeu média de 18 chamados para cortes de árvores. Toda essa demanda já foi atendida, mas ainda restam 20 solicitações que devem ser concluídas até o final da tarde desta terça-feira (10).

Ainda conforme os bombeiros, outras oito solicitações foram encaminhadas para a prefeitura realizar o serviço. No total, 46 pedidos de cortes de árvores, caídas em vias públicas, foram feitos aos bombeiros.

Os bairros que acumularam o maior número de ocorrências foram Moreninhas, que registrou nove quedas de árvores, Centro, Tiradentes, Coophatrabalho e Jardim Campo Alto.

Nas Moreninhas, a comerciante Ivy Nara de Oliveira quase foi atingida pela árvore que caiu sobre sua carro. Apenas em uma rua, houve duas quedas.

Árvores também destruíram coberturas metálicas de comércios, como a varanda do estabelecimento do comerciante João Batista Gonçalves, que teve prejuízo de R$ 6 mil..

De acordo com o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Hudson de Oliveira, duas guarnições com oito homens estão focadas apenas na remoção de galhos e árvores desde a tarde desta segunda-feira.

Os trabalhos começaram logo após o temporal, que teve ventos de até 72km/h, segundo o meteorologista Natálio Abrão.

Como a demanda de solicitações foi grande, ainda há regiões, mesmo próximas ao Centro, que não receberam a força-tarefa que está realizando os cortes.

Um dos exemplos é na Avenida Cônsul Assaf Trad, onde uma árvore caiu sobre o muro do cemitério Cruzeiro e ainda não foi removida. Já na Rua Dr. Paulo Machado (antiga Furnas), ao lado do shopping Campo Grande, funcionários da prefeitura cortavam galhos de uma árvore que havia tombado sobre a calçada.

Também foi feita a poda do galho que caiu em frente a Santa Casa, na Rua Rui Barbosa. Ninguém se feriu, nem houve prejuízos materiais. O Corpo de Bombeiros foi acionado e realizou o trabalho na tarde de segunda-feira. .

Destelhamentos – Além das árvores derrubadas, o vendaval também levou prejuízo a pelo menos 30 famílias da região das Moreninhas, um dos bairros mais atingidos pelo temporal.

No bairro, quatro casas foram totalmente destelhadas, e outras 25 tiveram perda parcial das telhas.
Desde a tarde desta segunda-feira, as famílias estão sendo assistidas pela Defesa Civil e que entregaram lonas para minimizar os estragos.

O secretário municipal de Segurança Pública, Luidson Noleto ressaltou que a Defesa Civil conta com um contingente de voluntários em diversas regiões da cidade e que o órgão está preparado para abrigar as famílias em ocorrências mais graves.

As solicitações devem ser feitas pelo número 199.

No cemitério Cruzeiro, até o final da manhã desta terça-feira, nenhuma equipe havia retirado a árvore que derrubou o muro. (Foto:Simão Nogueira)No cemitério Cruzeiro, até o final da manhã desta terça-feira, nenhuma equipe havia retirado a árvore que derrubou o muro. (Foto:Simão Nogueira)


Legal a Foto que eu tirei do telhado de casa!
Temporal foi terrível, minha mãe ainda está muito assustada!
 
SilvioKleber em 13/11/2015 19:20:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions