A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

17/11/2015 16:39

Guarda aposta em ônibus e 29 câmeras para combater uso de drogas

Alan Diógenes
Ao todo, quatro guardas irão monitorar dez telas dentro do ônibus. (Foto: Marcos Ermínio)Ao todo, quatro guardas irão monitorar dez telas dentro do ônibus. (Foto: Marcos Ermínio)
Além do ônibus, uma viatura e duas motos da guarda irão dar apoio no monitoramento. (Foto: Marcos Ermínio)Além do ônibus, uma viatura e duas motos da guarda irão dar apoio no monitoramento. (Foto: Marcos Ermínio)

O Programa de Combate ao Crack, em Campo Grande, conta com um ônibus móvel que vai monitorar regiões onde há mais registros de criminalidade e uso de drogas. Ao todo serão 29 câmeras, sete delas acopladas no próprio veículo e o restante espalhadas nas ruas do bairro escolhido.

Conforme o secretário municipal de Segurança Pública, Luidson Noleto, o sistema só deve entrar em funcionamento em março ou abril do ano que vem. “Houve um problema na licitação para aquisição das demais câmeras, então uma nova licitação foi aberta para a compra de outros equipamentos de maior qualidade. Como secretário, prometo que o sistema estará funcionando até o final do primeiro semestre do ano que vem”, destacou.

Somente o ônibus com as sete câmeras está em funcionamento na Praça Ari Coelho, no Centro da Capital. Quatro câmeras estão instaladas no próprio veículo do lado de fora, enquanto outras duas estão do lado de dentro e uma no topo de antena do automóvel. Também no interior do ônibus existe dez telas monitoradas por quatro guardas municipais.

O secretário explicou que o Governo Federal liberou os recursos para o programa intitulado “Crack é possível vencer". Por isso, o ônibus não pode ser usado para outra finalidade. Enquanto isso, ele fica "parado" por três meses. “Ele só poderá ser usado de outra forma se tivermos a autorização do Governo Federal”, comentou.

A primeira região que vai receber o sistema será a do Anhanduizinho, ou seja, bairros Marcos Roberto, Jóquei Clube e Vila Nhá-Nhá. Além do ônibus, 2 motocicletas e uma viatura da Guarda Municipal fará as diligências na região. Caso o guarda municipal veja algo suspeito através das câmeras, informará as equipes que estão nas ruas para fazer a verificação do fato.

“Isso só vai ser possível porque as câmeras do ônibus e as espalhadas pelos bairros estarão interligadas. També, teremos uma integração com a Polícia Militar e Civil, em horários onde o consumo de entorpecentes é maior. Vamos atuar nas cracolândias para reduzir o uso encaminhando os usuários aos Caps (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas), além de fazer a prevenção nas escolas. As câmeras também servirão para produzir provas com o objetivo de colocar criminosos na cadeia”, apontou o secretário.

Posteriormente, estudos com dados estatísticos do SIGO serão feitos pelas equipes. Caso fique comprovado que o índice de criminalidade reduziu naquela região, o sistema será transferido para outra onde há mais casos de crimes e uso de drogas.

Os guardas municipais, que já estão atuando no ônibus, passaram por treinamento e capacitação durante uma semana. Quando as demais câmeras chegarem, passarão pela segunda parte do treinamento.

De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....
Renegociação de dívidas com a Águas Guariroba segue sendo realizada
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Com inspiração japonesa, luzes vão iluminar compras no Centro
Iluminação especial passa a ser adotada, nesta quarta-feira (13), na região central de Campo Grande. Dezesseis estruturas de alumínio, com lâmpadas d...


Mais um roubo dos cofres todo mundo sabe onde fica cracolândia, só os incompetentes que dificultam.
 
tato em 18/11/2015 09:13:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions