A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

20/11/2015 17:39

Há 20 anos morando nas ruas, rapaz aproveita ação para ir ao dentista

Filipe Prado
Os moradores ganharam corte de cabelo (Foto: Fernando Antunes)Os moradores ganharam corte de cabelo (Foto: Fernando Antunes)

Há 20 anos Mike Aparecido, 27 anos, por obrigação, mudou-se para as ruas de Campo Grande. Usuário de drogas, o rapaz, morador de Maracaju, teve a oportunidade de realizar alguns serviços e atendimentos de saúde durante a tarde desta sexta-feira (20), na ação Rua em Ação, do MPE (Ministério Público Estadual).

“Fazia muito tempo que não ia ao dentista”, lembrou o rapaz. Mike mora na antiga rodoviária de Campo Grande, no Centro. Ele viu o caminhão do consultório móvel estacionado no local e não perdeu tempo e fez um “check-up”. “Eu tenho duas cáries, mas vão me encaminhar para um posto de saúde. E também fizeram uma limpeza”, comemorou.

Mike não se lembra direito como parou na rua. Ele contou que morava em Maracaju e perdeu os pais muito cedo, mas não diz como foi parar em Campo Grande. “Eu virei usuário de droga e comecei a morar na rua”, apontou.

Tentando esquecer o passado e começar uma nova vida, Mike aproveitou os serviços oferecidos para conseguir um emprego. O seu amigo, Claudemir da Silva Lopes, 27, conhecido como Seu Jorge, o acompanhou. “Quero me levantar”, ressaltou.

Claudemir contou que perdeu a mãe cedo, então se mudou para São Paulo, para morar com o pai, mas há dois anos decidiu voltar a Campo Grande, crente que sua vida iria melhorar, porém os planos não deram certo.

Voltar para a metrópole é uma ideia que não passa pela cabeça do rapaz. Ele quer uma oportunidade aqui no MS. “Quero um emprego, porque sem emprego eu não consigo casa, carro. E quero fazer isso aqui”, comentou. Os dois cortaram o cabelo e foram até o posto da Funsat (Fundação Social do Trabalho) realizar cadastro.

A presidente da Associação de Lojistas da Antiga Rodoviária, Heloísa Cury, destacou que aproximadamente 1,5 mil pessoas vivem nas ruas da Capital e a expectativa é que pelo menos 100 sejam atendidos durante a ação.

“Muitas pessoas saem de sua cidades para conseguir emprego aqui, mas não conseguem, então ficam com vergonha de voltar para as suas casas”, explicou Heloísa. “Estas ações são pra isso, tirar as pessoas da rua”, completou. Ela assegurou que muitas pessoas foram colocadas no mercado de trabalho após estas ações.

Ação – O Rua em Ação contou com o apoio da Prefeitura de Campo Grande, através da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), da Associação Comercial de Campo Grande, Conselho de Segurança da Área Central, Fundac (Fundação Municipal de Cultura, Base Aérea, Águas Guariroba, Rotary Clube, Comando Militar do Oeste e entidades não governamentais.

Exames médicos e outros atendimentos foram realizados (Foto: Fernando Antunes)Exames médicos e outros atendimentos foram realizados (Foto: Fernando Antunes)
Heloísa apontou que a ação é importante para retirar as pessoas das ruas (Foto: Fernando Antunes)Heloísa apontou que a ação é importante para retirar as pessoas das ruas (Foto: Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions