A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Outubro de 2019

21/11/2014 16:30

Homem com problemas mentais põe fogo em si mesmo no Aero Rancho

Ludyney Moura e Alan Diógenes
Bombeiros contaram que pelo menos 90% do corpo da vítima pegou fogo (Foto: Marcelo Calazans)Bombeiros contaram que pelo menos 90% do corpo da vítima pegou fogo (Foto: Marcelo Calazans)

O Corpo de Bombeiros foi chamado na tarde desta sexta-feira (21) para atender uma ocorrência de um homem, identificado como Doralino Pereira da Mota, 50 anos, que tentou se matar colocando fogo no próprio corpo, no quintal de casa, na rua Gruta do Maquiné, Bairro Aero Rancho. 

“Meu genro quando vi ele pegando fogo tentou apagar as chamas com água”, contou o vizinho da vítima, o pedreiro Diogo Martins, 64 anos. Testemunhas contaram que enquanto pegava fogo Doralino, que estava nu, gritava que não queria mais viver.

Quando os Bombeiros chegaram, a pele do homem além de fumacear estava se despregando do corpo em diversos pontos. De acordo com os vizinhos, Doralino é deficiente mental e mora com um irmão no local, que não estava no momento, identificado apenas como Dionísio.

Os militares contaram que pelo menos 90% do corpo da vítima foi atingido pelo fogo. Ele foi levado em estado crítico para a Santa Casa de Campo Grande, por uma unidade do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), depois de ser socorrido por dois motocicletas dos Bombeiros e uma Unidade de Resgate.

“Eu o vi correndo pelo quintal e pegando fogo. Até tentei apagar, mas ele estava envolvido em uma grande labareda. Não tinha como tirá-lo. Ai chamei os Bombeiros”, revelou a vizinha, Enedina Pereira Leal, 59 anos, dona de casa.

Em novembro de 2005, o ambientalista Francisco Anselmo de Barros ateou fogo no próprio corpo em ato de defesa do Pantanal. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu 24 horas depois de ser socorrido.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions