A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

12/09/2016 11:34

Homem contratou pistoleiro para vingar suposto estupro a cunhada

Luana Rodrigues
Crime ocorreu em mercado, próximo ao complexo penitenciártio. (Foto: Guilherme Henri)Crime ocorreu em mercado, próximo ao complexo penitenciártio. (Foto: Guilherme Henri)

A suposta prática de um estupro contra a ex-mulher, teria motivado a execução de Osvaldo Fábio Soto Martins, 37 anos, morto na tarde do dia 24 de agosto, minutos depois de receber alvará de soltura do Centro de Triagem de Campo Grande. Ele estava preso desde o dia 17 de junho, por agredir a ex-esposa. Um rapaz, que seria cunhado da mulher, confessou que matou a vítima para vingar este crime.

 Fabio Willian Rodrigues Miranda, disse a polícia que mandou e participou da execução de Osvaldo por vingança ao suposto estupro da cunhada, esposa de seu irmão. Ao delegado Geraldo Marin, da 7ª delegacia de Polícia Civil, ele disse que contratou um pistoleiro do Paraguai para matar Osvaldo.

Ainda segundo o delegado, Fabio disse que mora em Ponta Porã e veio para Campo Grande assim que soube que o autor seria solto. Aqui, encontrou o pistoleiro, que ele disse ser paraguaio, e seguiu para executar Osvaldo.

De acordo com registro feito na polícia, Oswaldo teria colocado a vitima a força em um veículo e levado para um motel, sobre a ameaça de divulgação dos vídeos. No local, os dois discutiram, mas uma testemunha que teria visto o momento em que a moça foi levada acionou a polícia.

Oswaldo foi preso em flagrante sobre as acusações de sequestro e cárcere privado, lesão corporal dolosa, lesão corporal recíproca e violação de domicílio. Na decisão judicial, publicada somente nesta terça-feira (23), ele foi condenado a três meses, em regime aberto, apenas pela agressão física – as demais acusações não foram confirmadas.

 Por já ter cumprido 22 dias em regime fechado no Centro de Triagem, Oswaldo recebeu o alvará de soltura e foi liberado esta tarde. Foi morto logo em seguida.

Apesar da forma como o crime foi executado, Fabio disse que não planejou nada. Apenas agiu por impulso e para defender a cunhada.

O autor não está preso, já que não houve flagrante e ele se apresentou espontaneamente. Vai responder por homicídio qualificado em liberdade. A polícia agora procura pelo pistoleiro paraguaio, que seria o autor dos disparos, e também pela arma usada no crime.

O caso - Segundo testemunhas, Osvaldo estava sentado em frente a um mercado na Rua Indianápolis, no Jardim Noroeste, próximo ao presídio, quando foi abordado por três homens.

Os suspeitos dispararam várias vezes e o homem tentou correr para dentro do estabelecimento, mas não resistiu aos ferimentos e morreu dentro do local. Ele ainda estava com a sacola de pertences que recuperou ao deixar a carceragem.

Foram encontradas dez cápsulas de pistola nove milímetros deflagradas no local. Este tipo de arma é de uso exclusivo das forças armadas.

Osvaldo tinha diversas passagens por violência doméstica e foi detido no dia 16 de junho.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions