A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/01/2015 11:10

Homem é acusado de assediar menina de 12 anos via WhatsApp

Flávia Lima e Filipe Prado
Natan Marques, acusado de aliciar menor de 12 anos, já tem passagens pelo mesmo crime. (Foto:Divulgação) Natan Marques, acusado de aliciar menor de 12 anos, já tem passagens pelo mesmo crime. (Foto:Divulgação)
Mãe da menor disse que não notou comportamento estranho da filha. (Foto:Simão Nogueira)Mãe da menor disse que não notou comportamento estranho da filha. (Foto:Simão Nogueira)

Um jovem de 22 anos foi preso esta manhã, acusado de aliciar uma menina de 12 anos. Natan Augusto Marques está detido na DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), prestando esclarecimentos sobre a história envolvendo a menor.

De acordo com o pai da menina, um empresário de 42 anos, o assédio começou em setembro do ano passado e acontecia via whatsApp, aplicativo de celular usado para transmissão de mensagens instantâneas.

Segundo ele, a filha não soube explicar como Natan conseguiu seu número de celular. De acordo com a versão da menina, o jovem dizia ter 16 anos e durante três meses pedia para a garota enviar a ele fotos nuas. Com a recusa da garota, ele teria feito ameaças, ressaltando que mataria toda sua família se ela não o obedecesse. Com medo, a menina fez a foto, mas não revelou nada aos pais. Em uma ocasião, Natan chegou a ir até a casa da família da menor, mas ela não abriu a porta para ele.

Ainda segundo o pai, em novembro a garota teve um problema com o celular e ficou sem contato com Natan. As conversas foram retomadas este mês, quando o jovem começou a pressionar a menor para ter relações sexuais. Com medo, a menina decidiu contar a historia aos pais.

Segundo o relatado pela menor aos pais, Natan também teria adicionado cinco amigas dela no Facebook. Ele tem passagem na polícia pelo mesmo tipo de crime, em 2013.

A mãe da menor chegou a entrar no Facebook da filha e copiou uma foto de Natan. Ela publicou a foto em sua rede social acusando o jovem de pedófilo. Ela diz que durante esse período de assédio não notou nenhum comportamento estranho da garota e que a filha não teria revelado o assédio antes por medo de ser castigada.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions